Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro


Sábado, 09.03.13

Guimarães: incêndio em prédio

Um incêndio destruiu parcialmente um prédio devoluto, ontem à tarde, em Moreira de Cónegos, Guimarães. As chamas, que terão começado num pneu abandonado na casa de banho, assustaram os moradores. A GNR investiga suspeitas de fogo posto.

Fonte: CM

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 13:00

Segunda-feira, 04.03.13

Incêndio "suspeito" destruiu 15 barracas clandestinas no Porto

Um incêndio deflagrou, esta segunda-feira, debaixo da Via de Cintura Interna, no Porto, e destruiu mais de uma dezena de barracas de habitação clandestina, mas não provocou feridos.

Segundo explicou à agência Lusa fonte dos Sapadores de Bombeiros do Porto, o incêndio deflagrou em simultâneo em cerca de 15 barracas dispersas na Rua da Vigorosa e por esse motivo a causa do incêndio deverá ser "fogo posto".

As barracas serviam de casa a pessoas desfavorecidas e estavam edificadas debaixo da VCI e perto do Centro Comercial Dolce Vita, acrescentou a mesma fonte dos Sapadores do Porto, que esteve no local com mais oito elementos da corporação, auxiliados por duas viaturas.

O alerta do incêndio surgiu às 09.23 horas e foi dado como terminado pelas 11.55 horas, não se tendo registado nenhum ferido.

Fonte dos bombeiros adiantou ainda que a destruição das barracas foi comunicada à Câmara Municipal do Porto, entidade que se deverá encarregar de recolher o entulho.


por JN

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 21:38

Segunda-feira, 04.03.13

Incêndio destrói parte de telhado de uma escola primária

Um incêndio destruiu na tarde desta segunda-feira parte do telhado da Escola EB1 de Lavre, no concelho de Montemor-o-Novo. As chamas já foram extintas e não houve feridos.

O alerta para o fogo foi dado às 14:46, tendo sido considerado extinto às 16:10, segundo disse à Lusa o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora.

A presidente da Junta de Freguesia de Lavre, Ângela Catarino, explicou à agência que o incêndio «aconteceu apenas numa parte do edifício» da escola, mais precisamente «na sala de componente de apoio à família».

«O fogo teve origem no sistema de aquecimento da sala, uma salamandra. Parte da cobertura foi consumida pelo fogo, mas as chamas não afetaram o resto do edifício», disse.

A sala, no período após as aulas, é utilizada para desenvolver atividades com as cerca de 20 crianças da escola, entre alunos do pré-escolar e do ensino básico, enquanto aguardam que os pais as venham buscar.

«Na altura em que o fogo começou, os meninos não estavam nesta sala, mas sim na sala ao lado, ainda em aulas», sublinhou.

O incêndio não provocou feridos, mas as crianças, realçou, «foram mandadas mais cedo para casa».

«Felizmente, não houve feridos. O edifício é que foi afetado e precisa, agora, de uma intervenção mais aprofundada, mas isso não impede que as aulas possam ser retomadas na terça-feira normalmente», acrescentou a autarca.

No local, entre meios dos bombeiros, da GNR e do Serviço Municipal de Proteção Civil de Montemor-o-Novo, estiveram 13 operacionais, apoiados por 13 veículos. 
 
 
por TVI24

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 21:36

Sábado, 02.03.13

Incêndio destruiu casa de cantoneiros abandonada

Um incêndio destruiu, este sábado de madrugada, uma casa de cantoneiros na Portela, concelho de Coimbra, que estava abandonada há vários anos, disse à agência Lusa uma fonte dos Bombeiros Sapadores da cidade.

"A casa, que estava desabitada, foi totalmente destruída", disse a fonte dos Bombeiros Sapadores de Coimbra, indicando que o fogo deflagrou às 4.30 horas e que as operações de rescaldo terminaram cerca das 7 horas.

Situado na estrada nacional 17, na margem direita do rio Mondego, o imóvel pertencia à antiga Junta Autónoma de Estradas.

Uma fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Coimbra disse à Lusa que o fogo não causou vítimas e foi combatido por 14 operacionais dos bombeiros locais - Sapadores e Voluntários - apoiados por três viaturas. 
 
 
por JN

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 17:04

Quinta-feira, 28.02.13

Incêndio em restaurante de Coimbra causou dois feridos ligeiros

Coimbra, 28 fev (Lusa) - Duas mulheres ficaram hoje feridas no combate a um incêndio num restaurante, em Coimbra, e tiveram de receber tratamento hospitalar, informou uma fonte dos Bombeiros Sapadores. 

As vítimas, de 41 e 42 anos, são trabalhadoras do estabelecimento, no Parque Mondego-Retail Parque de Taveiro, arredores da cidade, em cuja cozinha deflagrou o fogo, cerca das 14:00, disse a fonte à agência Lusa. 

"Sofreram ferimentos ligeiros devido à inalação de fumos e queixavam-se de irritação na garganta", adiantou, frisando que as duas mulheres, "apenas por precaução", foram levadas por uma ambulância da Cruz Vermelha Portuguesa ao Hospital dos Covões.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 20:52

Terça-feira, 26.02.13

Incêndio na Morais Soares, uma pessoa resgatada (C/Imagens)

Um incêndio no terceiro andar de um prédio de habitação na Rua Morais Soares, em Lisboa, ao início da tarde desta terça-feira, obrigou ao resgate de um morador, encurralado na varanda do piso acima.

De acordo com os Bombeiros Sapadores de Lisboa, em declarações à TVI24, o fogo já está em fase de rescaldo, depois de arder com intensidade. No local, junto ao número 87, estão seis viaturas de combate a incêndios.

O trânsito esteve cortado nos dois sentidos.







por TVI24

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 21:23

Segunda-feira, 25.02.13

Incêndio destrói telhado do Círculo Universitário do Porto

Um fogo destruiu, ao final da manhã desta segunda-feira, parte das instalações do Círculo Universitário do Porto, na Rua do Campo Alegre. O incêndio começou numa lareira e propagou-se ao telhado, consumindo a madeira do edifício.

O Círculo Universitário do Porto é uma casa apalaçada, na zona universitária da Rua do Campo Alegre, que funciona como um clube para docentes da Universidade do Porto. Tem restaurante e serve ainda como espaço para organização de eventos e reuniões. Às 12.18 horas, os Bombeiros Sapadores do Porto receberam um alerta de incêndio, de alguém que avistou fumo a sair do telhado.

O fumo era do fogo que, sem alguém do interior ter reparado, começara numa lareira na zona onde são preparadas as refeições e consumia a estrutura da chaminé e o telhado. Na altura, estavam no local apenas as pessoas que cozinhavam e foi fácil evacuar o edfício, segundo disse ao JN o chefe dos Sapadores, Manuel Moreira.

As chamas consumiram a chaminé, propagando-se pela estrutura de madeira do edifício antigo e foi preciso derrubar parte do telhado para combater o incêndio. Não houve feridos, mas os danos materiais são avultados. Estiveram envolvidos no combate às chamas, que terminou por volta das 12.45 horas, 19 bombeiros (15 sapadores e quatro dos Voluntários do Porto) e ainda seis viaturas.
 
 
por JN

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 18:41

Quinta-feira, 21.02.13

Fogo foi combatido por 15 bombeiros de Coimbra, apoiados por três viaturas

Três pessoas ficaram temporariamente desalojadas devido a um incêndio que destruiu esta quarta-feira a cozinha de uma habitação, em Coimbra, disse à agência Lusa fonte dos Bombeiros Sapadores.

O fogo deflagrou numa máquina de lavar louça, pouco depois das 14:00, alastrando aos móveis da cozinha, num apartamento da rua da Guiné, no Bairro Norton de Matos.

A casa, onde residia uma mulher e dois filhos, «já estava toda tomada pelos fumos» quando os bombeiros chegaram ao local, adiantou a fonte.

Apesar de ter sido efetuada a ventilação do apartamento, os residentes «não vão passar esta noite» em casa, que no imediato não tem condições de habitabilidade devido ao efeito dos fumos, confirmou à Lusa uma fonte da PSP, indicando que o incêndio não causou feridos.

O fogo foi combatido por 15 operacionais da companhia de Bombeiros Sapadores e dos Voluntários de Coimbra, apoiados por três viaturas.
 
 
por TVI24

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 09:36

Quarta-feira, 20.02.13

Explosão e incêndio "gigantesco" abalam a cidade do Kansas

KHSB-TV/Reuters
Mais de 12 pessoas ficaram feridas na explosão seguida de incêndio que destruiu por completo um restaurante numa zona de lojas da área mais antiga da maior cidade do Estado norte-americano do Missouri. Equipas com cães especializados em busca de cadáveres estão a vasculhar os escombros.

As autoridades reconhecem que deverá levar várias horas a esclarecer as razões da explosão e a determinar se há mortos a lamentar.

A primeira causa da explosão parece estar ligada a uma fuga de gás, eventualmente provocada por trabalhos de renovação do restaurante, que estavam a decorrer na cave do edifício, afirmou o responsável pela administração de Kansas City, Troy Schulte. Mas outras autoridades foram mais prudentes.

"A investigação vai prosseguir" afirmou Paul Berardi, responsável dos bombeiros da cidade.

"Temos testemunhos de que haveria cheiro a gás na zona antes da explosão. Mas, de novo, a investigação tem de ser levada até ao fim antes de especularmos sobre isso", acrescentou Berardi.

A deflagração foi sentida a vários quarteirões de distância.
Teto caiu
O incidente deu-se pelas seis da tarde, a uma hora em que o restaurante, conhecido como JJ's, costuma estar cheio. Um empregado, que estava de folga, afirmou que podiam estar ali entre 15 a 45 pessoas, tanto na zona do bar como nas mesas do restaurante.

A porta-voz do Hospital de Kansas City afirmou entretanto à BBC que uma das vítimas da explosão lhe contou que o restaurante havia sido evacuado momentos antes da explosão.

"Este paciente disse-me que havia cheiro a gás e que tinham mandado sair todos os clientes e que os empregados estavam a tentar fechar as válvulas de gás quando se deu a explosão e o teto caiu" disse Jill Chadwick.

"Disse-me que a última coisa de que se lembra é o colapso do teto. Perguntei-lhe como é que saiu dali e ele respondeu que a fachada do restaurante tinha desaparecido e ele limitou-se a caminhar sobre os escombros".

Três pessoas, empregados do restaurante, são dadas como desaparecidas mas poderão ter simplesmente saído mais cedo do trabalho.
Zona antiga
O incêndio parece ter-se propagado aos edifícios vizinhos do JJ's. A zona é uma das mais antigas da cidade, um complexo de lojas, restaurantes, escritórios e apartamentos, idealizada ao estilo sevilhano em 1922 por J.C.Nichols.

O cheiro a gás permanecia intenso na área horas depois da explosão e apesar do fornecimento àquela zona da cidade ter sido cortado cerca de duas horas depois da explosão. Equipas camarárias foram observadas já a percorrer a zona do incidente.

Três dos feridos estão em estado crítico devido a queimaduras, outros dois estão em estado grave. A maioria das vítimas ligeiras apresentava traumatismos, como ossos partidos, em vez de queimaduras ou problemas respiratórios por inalação de fumo.
 
 
por RTP Nocitias

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 12:16

Segunda-feira, 18.02.13

´Forte incêndio ocorre num restaurante no centro de Seul

Um forte incêndio ocorreu num bairro central da capital da Coreia do Sul na noite da segunda-feira. Pelo menos sete pessoas foram hospitalizadas devido à inalação de fumaça.

O fogo surgiu num dos restaurantes no bairro densamente povoado de Insadong, centro cultural de Seul. Cerca de 130 bombeiros combateram o incêndio, mas apesar de todos os esforços as chamas se espalharam para os edifícios vizinhos, provocando explosões. 
Os moradores do bairro e turistas foram evacuados. Não há relatos de vítimas fatais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 11:27


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31




Tags

mais tags