Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro


Quarta-feira, 18.04.12

Desde o início do ano morreram 148 pessoas nas estradas portuguesas

Desde o início do ano morrreram 148 pessoas morreram nas estradas portuguesas, menos 44 do que em igual período de 2011, segundo a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.

Segundo a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), entre 1 de janeiro e 15 de abril de 2012, foram contabilizados 525 feridos graves, contra os 614 do ano passado.
Os dados recolhidos pela Polícia de Segurança Pública (PSP) e pela Guarda Nacional Republicana (GNR) indicam que o número de feridos ligeiros se fixou em 9343, menos 1530 do que no mesmo período de 2011.
De acordo com os números da ANSR, na semana passada (entre 8 e 15 de abril) morreram 15 pessoas e foram contabilizados 34 feridos graves.
A ANSR revela igualmente que 645 pessoas morreram na estrada no último ano, de 16 de abril de 2011 a 15 de abril de 2012, menos 99 do que no período homólogo anterior.
A autoridade especifica que esta informação estatística, elaborada com base nos mapas de acidentes e de vítimas referentes ao continente e enviados diariamente pelas entidades fiscalizadoras, tem um carácter provisório.

Fonte: JN

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Diário de um Bombeiro às 11:16

Segunda-feira, 26.03.12

Morreu elemento do GIPS que tinha sido atropelado num fogo

O elemento do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro da GNR de Viseu, atropelado ao início da tarde de quinta-feira, acabou por não resistir aos ferimentos, acabando por falecer no domingo, em Coimbra.

Bruno Santos, de 32 anos, foi atropelado quando se encontrava a fazer uma primeira abordagem a um incêndio, que deflagrou em Vila Nova do Campo, no concelho de Viseu.

O elemento do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS), casado e com uma filha recém-nascida, sofreu um traumatismo craniano grave e uma fratura exposta em uma das pernas. A gravidade dos ferimentos obrigou a que fosse transportado no helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) para os Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC), onde acabou por falecer.

Bruno Santos era o chefe de equipa da viatura que se deslocou ao incêndio, tendo entrado para o GIPS em 2006, passando para Viseu em 2007.
 Fonte: JN

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Diário de um Bombeiro às 14:23

Terça-feira, 13.03.12

Detido suspeito de dois incêndios florestais

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem, suspeito da autoria de crimes de incêndio florestal ocorridos esta segunda-feira na freguesia de Espadanedo, no concelho de Cinfães.

Os agentes da PJ, em colaboração com a GNR de Souselo, conseguiram identificar e deter o suspeito por existir fortes indícios de se tratar do autor dos dois incêndios florestais deflagrados ontem e que colocar em perigo algumas habitações.

Apesar de terem ocorrido em locais fortemente florestados, os incêndios foram controlados devido à rápida intervenção dos bombeiros.

O detido, de 39 anos, trabalhador agrícola, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coacção.

Fonte: JN

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 15:02

Segunda-feira, 12.03.12

Mêda: GNR detém suspeito de incêndio

André Kosters/Lusa
A GNR anunciou esta segunda-feira a detenção de um homem de 46 anos, residente na localidade de Aveloso, concelho de Mêda, pela alegada prática de um incêndio florestal que destruiu seis hectares de pinhal e mato.

O Comando Territorial da GNR da Guarda refere, em comunicado, que a detenção foi feita na tarde de sexta-feira, por militares do Posto Territorial de Mêda.

"Após ter deflagrado um incêndio, os militares deslocaram-se àquela localidade [Aveloso] e apuraram que o mesmo tinha sido ateado pelo suspeito, procedendo à sua detenção, depois de este se ter refugiado na sua residência", refere.

Acrescenta que o homem confessou a autoria do incêndio, tendo sido posteriormente entregue à Polícia Judiciária da Guarda.

Fonte: CM

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Diário de um Bombeiro às 23:24

Terça-feira, 28.02.12

16 Equipas de GIPS da GNR em prontidão para ataque a Incêndios Florestais

O Ministério da Administração Interna (MAI) decidiu hoje reforçar os meios operacionais para o combate aos incêndios florestais, devido às condições meteorológicas propícias à propagação de fogo.

Fonte do MAI disse que os meios vão ser reforçados no imediato e vigorar “enquanto as condições meteorológicas o exigirem”.

O reforço vai ser executado pela Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC).

Segundo o MAI, vai ser ativado o segundo helibombardeiro pesado para reforçar o dispositivo aéreo permanente, a partir da base de Santa Comba Dão, constituindo-se um dispositivo composto por quatro helicópteros Kamov para ataque ampliado.

Os meios humanos vão ser reforçados com 86 operacionais, dos quais 22 pertencem à Força Especial de Bombeiros (FEB), que vão ficar mobilizados e em pré-posicionamento, com elevado grau de prontidão, na Guarda.

Os restantes 64 pertencem ao Grupo de Intervenção de Protecção e Socorro (GISP) da GNR, cujas 16 equipas vão ficar em elevado grau de prontidão nos distritos de Aveiro, Bragança, Coimbra, Porto, Vila Real e Viseu, adianta o MAI.

Mais de quatro mil incêndios florestais deflagraram este mês de fevereiro, segundo a ANPC, situação considerada anormal para época de Inverno.

por Diário Digital com Lusa

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Diário de um Bombeiro às 09:19

Domingo, 26.02.12

Sabia que...

Por um destes dias, passava, coisa que faço quase diariamente, pelo Mural de Homenagem aos mortos em serviço da ex-Brigada de Trânsito, que fica no edifício que alberga o Comando da actual Unidade Nacional de Trânsito, às Janelas Verdes, quando, em breve exercício de memória recordei que alguns daqueles Homens, que tombaram ao serviço da causa pública e da segurança rodoviária, tinham sido vítimas de atropelamentos no momento em que tomavam conta das ocorrências a que tinham sido chamados.
Em boa verdade, as baixas registadas na GNR são, na sua grande maioria, motivadas pela actividade relacionada com a valência do Trânsito, numa clara demonstração do risco que envolve tal actividade.
Ao mesmo tempo, bem sabemos de quantos atropelamentos ocorreram quando um qualquer condutor mudava uma das rodas do lado da faixa de rodagem, ou quantas colisões aconteceram de veículos contra outros que estavam avariados. E sempre com consequências trágicas.
Mas, ao invés de um lamento, façamos deste facto um ponto de partida para que se veicule um conselho que se espera de alcance altruísta.
Assim, dita o passado, e a experiência colhida entretanto, que em caso de acidente ou avaria em vias de grande volume de tráfego, como é o caso das auto estradas, devem ser tomadas medidas especiais de segurança para o condutor e para os ocupantes.
Ora, considerem os seguintes procedimentos:
- Sempre que possível tente com que o carro fique na berma o mais junto possível das protecções metálicas;
- Vista o colete retrorreflector e coloque o triângulo de pré-sinalização de perigo à distância regulamentar (cerca de 30 metros);
- Faça com que todos os ocupantes saiam do carro e passem para a parte de fora das proteções metálicas e aguardem a uma distância segura;
- Então, tomadas estas simples medidas, peça a ajuda que precise através dos meios de que dispuser.
Crente que, com este simples conselho, se possam salvar algumas vidas na estrada, desejamos-vos boas e seguras viagens.

Fonte: Tenente-Coronel Gabriel Chaves Barão Mendes, 2.º Comandante da UNT/GNR

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Diário de um Bombeiro às 01:31

Domingo, 19.02.12

Um morto em 216 acidentes rodoviários desde a meia-noite

Um morto, cinco feridos graves e 65 ligeiros em 216 acidentes rodoviários é o balanço provisório do Comando Operacional da GNR a partir das 00:00 de hoje, o primeiro dia da Operação ‘Carnaval 2012’.

Segundo os dados provisórios divulgados, a vítima mortal foi registada na região de Viseu enquanto o maior número de acidentes aconteceu em Braga e no Porto (26).

A operação ‘Carnaval 2012’ prolonga-se até às 24:00 de terça-feira, com especial incidência nas estradas principais e nas localidades onde se realizam festejos carnavalescos.

Fonte: Lusa / SOL

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Diário de um Bombeiro às 21:19

Domingo, 19.02.12

Operação Carnaval da GNR já contabiliza cinco mortos

Cinco mortos e seis feridos graves nas estradas portuguesas é o último balanço feito pela GNR, segundo dados provisórios da operação 'Carnaval 2012', que se prolonga até às 24 horas de terça-feira.


Fonte da corporação referiu à Lusa o registo de uma vítima mortal num despiste de um motociclo, na Carrasqueira, na zona de Setúbal, pelas 12 horas deste domingo.
Pelas 10.20 horas, um despiste de uma viatura em Casal do Rei (Alvaiázere), na região de Leiria fez um ferido grave.

Fonte: JN

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Diário de um Bombeiro às 20:28

Domingo, 19.02.12

Operação Carnaval': Dois mortos e mais de 100 feridos

No âmbito da 'Operação Carnaval 2012' , a GNR registou até ao momento 383 acidentes, que provocaram dois mortos, oito feridos graves e 104 ligeiros, segundo dados provisórios divulgados este domingo. 



Na sexta-feira, verificaram-se 216 acidentes e no sábado as autoridades registaram 167.
Apesar de se terem contabilizado menos 15 feridos ligeiros até ao dia de hoje, os dados apontam já para mais uma morte e dois feridos graves que no mesmo período do ano passado.
A ‘Operação Carnaval' termina às 00h00 da próxima terça-feira.
Fonte: Correio da Manhã

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Diário de um Bombeiro às 16:22

Domingo, 12.02.12

GNR paraplégico volta ao posto

Filipe Cerqueira tem 27 anos, é militar da GNR de Amarante e há um ano sofreu um acidente de bicicleta que o deixou paraplégico. Sente dores todos os dias, mas não desiste do orgulho que sente em ser militar.


No dia do acidente, Filipe combinou com os colegas fazer um percurso de bicicleta para se preparar fisicamente para concorrer a cabo da GNR. No regresso a casa, caiu violentamente num buraco. As lesões na coluna eram graves e Filipe não voltaria a andar.

"Nessa altura o mundo caiu por completo. Só conseguia pensar que tinha estragado a minha vida", recordou Filipe.
Após um ano em recuperação, Filipe voltou ao posto com a ajuda dos colegas e dos comandantes, e foi reintegrado nos serviços administrativos. "O posto tinha muitos entraves arquitectónicos, mas, com a ajuda da autarquia, conseguimos criar acessos. O Cerqueira é um exemplo de vida e uma mais-valia para a GNR", disse Hugo Moita, capitão do Destacamento de Amarante. Os militares uniram-se e angariaram tampas de plástico suficientes para a cadeira de rodas que Filipe precisava.
As obras de adaptação na casa levaram-lhe grande parte do orçamento familiar. "Para já é impossível ter um carro adaptado", explica Filipe.
Fonte: Correio da Manhã

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Diário de um Bombeiro às 18:19


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31




Tags

mais tags