Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Sexta-feira, 19.08.11

PJ deteve 17 suspeitos de atear fogos florestais neste Verão

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, neste Verão, 17 pessoas pelo crime de incêndio florestal, a última das quais após confessar a autoria de um fogo que consumiu 35 hectares na serra do Marão, em Vila Real.
Através da Unidade Local de Investigação Criminal de Vila Real, a PJ  deteve um desempregado, de 37 anos, suspeito de ter ateado vários focos  de incêndio na freguesia de Torgueda, na serra do Marão, na madrugada do  dia 11. 

Segundo explicou a PJ, em comunicado, devido às características morfológicas  do terreno e às condições climatéricas que faziam sentir na altura, o fogo  alastrou em direção à freguesia de Mondrões.  
O incêndio consumiu uma área florestal de cerca de 35 hectares, constituída  maioritariamente por pinheiros, sendo que nas imediações existe um aglomerado  de habitações que só não correram perigo devido à pronta intervenção dos  bombeiros e de meios aéreos. 

Este suspeito já tinha sido identificado na quarta-feira pela GNR, por  intermédio de uma equipa de investigação de incêndios florestais, constituída  há um ano no comando de Vila Real, e que junta elementos da Secção de Proteção  da Natureza e Ambiente (SEPNA) e da Investigação Criminal. 
Na altura, o indivíduo confessou aos guardas a autoria deste incêndio  florestal e indicou como motivo para cometer o ato o "consumo de bebidas  alcoólicas" e a "consequente perda da noção da realidade".  

A Polícia Judiciária já deteve 17 pessoas, durante este verão e em todo  o país, pela prática de crimes de incêndio florestal. 

No distrito de Vila Real, desde janeiro, a GNR identificou 12 suspeitos  de provocarem fogos. Destes, quatro foram detidos pela PJ por suspeita de  incêndios em Vila Real, Mesão Frio, Alijó e Boticas. 
Depois de ouvidos em tribunal, dois dos indivíduos ficaram a aguardar  julgamento em prisão preventiva e o outro foi institucionalizado por apresentar  um quadro de perturbação mental. 

O último destes detidos vai ser presente a primeiro interrogatório judicial  para a aplicação de medidas de coação. 

(Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico)
Fonte : Lusa

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 23:17


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  





Tags

mais tags