Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Quinta-feira, 17.03.11

Bombeiros Voluntários do Fundão: Eleita a Nova Direcção

António Rodrigues foi eleito, por unanimidade, presidente da direcção dos bombeiros do Fundão. O médico, de 64 anos, liderou a única lista em que 90% dos seus elementos integraram os anteriores órgãos sociais.
António Rodrigues lidera assim uma equipa de continuidade que pretende chamar os jovens e a população à associação "a população tem que começar a viver os seus bombeiros porque se habituou a que os bombeiros são os que aparecem quando há fogos, acidentes, mas eles quando vão, vão dar muito de si, cumprindo o lema Vida por Vida, aliás foi este lema que me levou a aceitar o convite para ir para a direcção".

António Rodrigues substitui no cargo Miguel Campos. Ao fim de 21 anos, 18 como presidente e 3 como vice presidente, Miguel Campos sai da direcção dos bombeiros deixando uma casa financeiramente equilibrada como demonstra o relatório e contas aprovado por unanimidade na assembleia geral. Miguel Campos alerta no entanto que a estabilidade de hoje pode ser a instabilidade de amanhã "em 2010, por exemplo, houve um aumento de receitas proveniente da nossa maior fonte de receita que é o transporte de doentes, tivémos à volta de 40 mil euros a mais do que no ano anterior, mas vejam como de um momento para o outro as coisas mudam com uma rapidez estrondosa, é o típico neste país, já não se sabe o que é que vai acontecer amanhã".

Miguel Campos passa a presidir à assembleia geral. De saída da presidência da assembleia e dos corpos sociais, mas não dos bombeiros, está Pedro Lopes Dias. Ligado à instituição, desde 1974, Pedro Lopes Dias, foi presidente da direcção e presidente da assembleia geral. Emocionou-se na hora da saída quando recordou os últimos 37 anos de dificuldades mas também de alegrias como a construção do novo e actual quartel "efectivamente fui eu que comecei as obras deste quartel numa altura em que não havia nada, não havia sala de reuniões, o piso era térreo, onde se trabalhava até às 4 da manhã para por isto em pé, não tínhamos dinheiro, o que era crítico era o transporte de doentes, não tinhamos ambulâncias, eram transportados num jipe(...) mas houve dias felizes como aquele em que promovemos umas oferendas para angariar fundos para adquirirmos uma ambulância e conseguimos dinheiro para 5 ou 6".

A Assembleia geral aprovou um voto de louvor e aclamação pelo trabalho desempenhado por todos aqueles que integraram os corpos sociais e que saíram neste acto eleitoral como é o caso de Pedro Lopes Dias. Luís de Carvalho continua a presidir ao conselho fiscal dos bombeiros do Fundão que terminaram 2010 com um resultado liquido positivo de cerca de 2 mil euros, num ano em que os bombeiros prestaram 10.371 serviços numa média de 28 serviços por dia. 

in: rádiocovabeira

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 00:36



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031




Tags

mais tags