Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Segunda-feira, 13.06.11

Nove atletas ficam feridos em despiste

Pânico: Carrinha chocou contra os rails da A2 e capotou duas vezes






Foi uma pancada extremamente violenta. De repente, o veículo foi contra os rails, capotou por duas vezes e só vi uma nuvem de fumo", contou ao CM Cesaltina Figueiredo, presidente do Clube Atlético de Molelos, Tondela, que viajava na viatura imediatamente atrás da carrinha de nove lugares em que seguiam nove atletas do clube.






O regresso a casa depois de uns dias de passeio ao Algarve por pouco não terminou ainda pior, ontem, cerca das 15h10, junto ao nó da A2 de Aljustrel, no sentido sul-norte, ao quilómetro 146. Nove jovens ficaram feridos – um dos quais está internado.

A vítima em estado mais grave permanece no Hospital de Faro, mas, segundo Cesaltina Figueiredo, não corre perigo de vida. Foram momentos de pânico vividos na A2, àquela hora bastante condicionada pelo regresso de muitos turistas do período de férias passado mais a sul. "Entrei em pânico, mas quando os vi sair da carrinha pelo seu próprio pé fiquei mais aliviada", acrescentou a dirigente.


As vítimas têm todas idades entre os 20 e os 33 anos, sendo o caso mais preocupante o do jovem Diogo, que, apesar de não ter jogado esta época no clube, acompanhou os antigos colegas no habitual passeio que a equipa, que milita na Divisão de Honra da Associação de Futebol de Viseu (ver caixa), organiza no feriado de 10 de Junho, pois também contribuiu para amealhar dinheiro para a viagem.


Diogo acabou por ser transportado pelo helicóptero do INEM para o Hospital Distrital de Faro.


"Felizmente tudo não passou de uma grande susto. Vão já regressar a casa, e o que ficou mais ferido não corre risco de vida", adiantou a dirigente. "Ele [Diogo] viajava atrás, no último banco da carrinha. Foi tudo muito rápido", disse ao CM Luís Miguel, um dos nove atletas que viajavam na viatura acidentada e que foi transportado para o Hospital de Beja. Todos os casos tratados na unidade alentejana dizem respeito a hematomas e a pequenas escoriações.


Quanto às causas do sinistro, tudo aponta para o rebentamento do pneu traseiro do lado direito da carrinha de nove lugares. Esta tese é confirmada tanto pelos ocupantes quanto pelas testemunhas que seguiam atrás dos atletas acidentados. "Foi o rebentamento de um pneu que nos fez despistar e bater no rail, não temos qualquer dúvida disso", acrescentou ao CM Luís Miguel, um dos feridos.



FORAM FESTEJAR A MANUTENÇÃO



Os atletas do Clube Atlético de Molelos, Tondela, regressavam do Algarve, onde foram festejar o 9º lugar da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Viseu, que garantiu a manutenção. A equipa tem como hábito juntar dinheiro durante o ano e depois viajar até ao Sul do País no final da época. "Todos os anos vão divertir-se para o Algarve. Desta vez os veteranos também foram e vinham mais à frente", explica Carlos Coimbra, sócio do clube.



ENFERMEIRA DA ALDEIA AJUDA



Uma enfermeira natural de Molelos em serviço no Hospital de Beja estava de folga mas interrompeu o descanso para ajudar os conterrâneos sinistrados. "Telefonei-lhe e ela foi de imediato para o hospital trabalhar. Ajudou-os e depois foi dando informações para aqui", afirma Carlos Coimbra, residente em Tondela e pai de um dirigente do clube. "Ele viajava atrás num carro com a presidente e também viu tudo", adiantou o popular.



ACIDENTE RETIROU ALGUMA ALEGRIA ÀS FESTAS DE SANTO ANTÓNIO



A notícia do despiste da carrinha em que viajavam os atletas do Clube Atlético de Molelos chegou à aldeia poucos minutos depois do acidente. Num primeiro momento gerou-se algum pânico junto dos familiares dos futebolistas, mas rapidamente os dirigentes do clube e o presidente da junta esclareceram que a maioria tinha ferimentos ligeiros. "Recebemos notícias que depois acabaram por sossegar o espírito das pessoas. É complicado, porque foi longe", disse ao CM
Horácio Rodrigues, presidente da Junta de Freguesia de Molelos.



O autarca, que também já foi presidente do clube desportivo, fez a ligação entre o que se estava a passar em Beja e os familiares dos jovens. "Tudo não passou de um grande susto", destaca Horácio Rodrigues. O despiste dos atletas da terra dominou as conversas dos habitantes de Molelos e retirou alegria às festividades de Santo António.


Por:Luís Oliveira/Pedro Galego

Fonte: CM

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 08:31



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2011

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930




Tags

mais tags