Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Domingo, 08.01.12

Opiniões de Bombeiros Divergem das declarações do Presidente dos Bombeiros de Macedo

Mas afinal o que se passa com a corporação dos Bombeiros de Macedo? Como é possível penhorarem uma corporação de Bombeiros? Como isso é possível?
Poder-se-ia dizer que é muito simples de explicar, bastaria ouvir o presidente da direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Macedo de Cavaleiros ao qual ele apela à generosidade de toda a população.

“Esta direcção lamenta que isto tenha acontecido e solicita a toda a população uma pequena ajuda que seja para suplantar esta situação de miséria que os bombeiros atravessam”, diz José Carlos Dias. Atravessam os Bombeiros (Associação) ou irão atravessar os bombeiros (operacionais)?
O cbbraganca foi ouvir os bombeiros de Macedo, e apercebemo-nos que é preciso confrontar as palavras do presidente.

“os bombeiros ficam sem meios para poder socorrer as pessoas porque não temos maneira de pagar um litro de gasóleo nem um pneu que rebente”

- Esta não é uma situação pontual ou momentânea. Esta situação já prevalece desde o ano transacto, ainda numa altura anterior á entrada do dispositivo de combate a incêndios florestais. Consta-se que durante o verão já os Bombeiros sofriam desta precaridade.

"já estão em causa também os vencimentos dos funcionários"

-Desde que se devem 200 mil euros, só agora estão em causa os vencimentos dos funcionários? Será só dos funcionários, ou também das famílias dos funcionários? A gestão danosa, reconhecida por grande parte do corpo activo da corporação, contrabalança com as necessidades da corporação, e dos seus funcionários. Estas situações começaram a prever à dois anos atrás e a precaver, e só agora é que se pede um milagre.

“Há pouco tempo veio dinheiro para pagarmos a fornecedores da época de incêndios. Os cheques bateram numa das contas e disseram que a conta estava penhorada."

- Não se pode aceitar o espanto de um presidente sobre esta situação. Se a direcção sabe que têm contas penhoradas, automaticamente tem de admitir que as verbas vindas do estado tenham de ir para a conta identificada como sendo da associação, e nem de outra maneira podia ser, pois o estado não transfere verbas para contas privadas. Assim sendo, nunca se poderia estar a contar com este dinheiro. Denota-se aqui um certo tom subtil de falsidade.

“Esta direcção lamenta que isto tenha acontecido e solicita a toda a população uma pequena ajuda que seja para suplantar esta situação de miséria que os bombeiros atravessam”.

- Uma direcção não pode lamentar a gestão que é feita pela própria direcção! A miséria não é dos bombeiros, é sim da corporação, mas mais uma vez, recorre-se à imagem do "Bombeiro Coitadinho" como justificação de um estado a que se deixou chegar, e pede-se mais uma esmola... esmolas essas que escasseiam, e o estado de miséria cavalga a um ritmo impossível de acompanhar. Houve muitos que tentaram esconder, uns por vergonha, outros com o intuito de tentar elevar o espírito abnegado e corajoso do "Verdadeiro Bombeiro", mas esse sempre foi combatido pelos que já há muito desistiram.

"isto é uma associação humanitária que se dedica ao socorro de pessoas e bens que não merece isto”.

-Exactamente Sr. Presidente... a Associação Humanitária não merece isto... nem os seus homens. Nem esta, nem nenhuma... mas porque será que esta situação apareceu? Vejamos:

A AHVBMC é comporta por:

-8 motoristas
-3 funcionários do bar que à anos dá prejuízo
-3 funcionários na direcção ( um passou agora para operador de central )
-Um Comandante
-Um mecânico
-4 operadores de central ( a câmara paga )

Por aqui se tem uma noção de como as coisas são… 8 motoristas não conseguem ganhar dinheiro para os outros 8 restantes (duvidamos muito). Alem do mais agora pedem aos motoristas para trabalhar como voluntários as noites e aos fins de semana. Já nem nos alargamos nas condições de trabalho, que apesar de haver uma redução nos transportes, muitos continuam a sair da corporação de madrugada para fazer transportes e a voltar ao entardecer.

Mas há mais… diz-se que desapareceu muito dinheiro da venda da parte que estava em construção do antigo quartel.
Só ainda não se confirmou judicialmente (porque quem de direito não se empenhou em levar o caso à justiça) mas houve desvio de dinheiros por parte de um ex-director.
Havia um fundo de maneio na central que provinha de algumas conduções de doentes ao qual não havia controle e facilmente era possível fazer desaparecer pequenas quantias de dinheiro.

A compra do 2º limpa-neves esta mal explicada.

A Câmara

As dividas de combustível chegam aos 30 mil euros.

Saco azul das ECIN´s ( semelhante àquele que levou Gil Martins a ser investigado) é constante todos os anos.
... e contudo isto os CULPADOS SÃO OS MÍSEROS FUNCIONÁRIOS???!!!
Ninguém vive bem com o mal dos outros, e não pretendemos fazer chacota dos Bombeiros de Macedo, mas preocupa muito a situação em que ficarão os funcionários da Associação, sobretudo aqueles que dão corpo ao manifesto, os bombeiros voluntários sobre os quais este episódio tem causado muito desconforto, os munícipes que mais uma vez ficam na duvida de terem ou não Bombeiros, os utilizadores das vias de comunicação que, até que ponto terão alguém que os socorra atempadamente entre Mirandela e Bragança?

É revoltante dar a conhecer estas condições, mas não se pode ver só um lado da moeda.

por: cbbraganca.blogspot.com 
em Bombeiros Torre D. Chama

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 16:56



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031




Tags

mais tags