Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Terça-feira, 20.03.12

Que Verão nos (des)espera!

Na próxima quarta-feira entramos na Primavera, deixando para trás um Inverno anormalmente seco e frio e que, nas últimas semanas brindou-nos também, com temperaturas anormalmente muito elevadas para a época.

Agora fica uma questão difícil de responder: Que tempo meteorológico espera-nos nesta Primavera de 2012? E o Verão!?

O certo é que a situação é comparável à vivida no Ano Hidrológico de 2004/2005, no entanto mais grave!



Os valores registados permitem-nos facilmente concluir que apesar dos meses de Outubro e Novembro de 2011 apresentarem valores próximos das normais climatológicas, regista-se um acentuado afastamento negativo a partir do mês de Dezembro, agravando-se severamente nos primeiros três meses de 2012.
  CLIQUE NA IMAGEM PARA AUMENTAR

Relativamente aos valores das normais climatológicas, não há palavras para descrever, pois os números falam por si! Quando comparados os valores deste Ano Hidrológico que ainda vai a pouco menos de meio, com os registados no Ano Hidrológico de 2004/05, vemos que a situação é mais grave, pois em 2005 verificou-se uma acentuada recuperação logo a partir do mês de Março e que posteriormente se prolongou pelos meses de Abril e Maio, o que permitiram acumular cerca de 410 mm.
 
 No que respeita a este ano hidrológico, esperemos que se cumpra o ditado “Abril águas mil”. No entanto, cabe salientar que as chuvas primaveris poderão não ser o suficientes para paliar os efeitos desta seca extrema que atinge a região. Tomando como referência as normais climatológicas, seria importante uma acumulação de cerca de 300 mm, mas não nos podemos esquecer que dentro de três meses inicia-se o Verão e a precipitação esperada durante esta estação regista sempre valores muito reduzidos.

Segundo Francisco Infante, delegado do organismo espanhol de meteorologia - Agencia Estatal de Meteorologia (AEMET) - numa entrevista ao jornal electrónico “El Ideal Gallego” afirmou o seguinte: “Havendo um regime de precipitações normais até ao Outono, poderá recuperar-se alguma coisa, mas o caso é que teria que seguir a chover durante o resto do ano, uma vez que só com a Primavera não é o suficiente”, acrescentou ainda que “O importante agora é inverter-se a tendência, porque a falta de chuva vai acabar por impactar todo o sistema hidrológico”.

O Instituto de Meteorologia, IP através da previsão mensal para o território, regista o seguinte para os próximos dias: “Na precipitação total semanal prevêem-se valores abaixo do normal, em todo o território continental de 19/03 a 25/03, e apenas para a região a norte do sistema montanhoso Montejunto- Estrela, na semana de 26/03 a 01/04. Na semana de 02/04 a 08/04 prevêem-se valores acima do normal para a região sul.
Na temperatura média semanal prevêem-se valores acima do normal, para todo o território, nas semanas de 19/03 a 25/03 e de 26/03 a 01/04. Na semana de 02/04 a 08/04 não é possível identificar a existência de sinal estatisticamente significativo.


A previsão sazonal Multi-Modelo (ECMWF/Met Office/Météo France) para o continente, aponta para valores anormais da temperatura média entre 01 de Abril e 31 de Agosto. Prevendo-se uma anomalia positiva da temperatura média de 0,5 a 1,0 ºC, com uma probabilidade de ser superior à temperatura média entre 60% a 90%. Ao nível das precipitações não existe sinal estatisticamente significativo, pelo que é difícil a médio prazo prever-se a sua ocorrência.

Igualmente, o modelo CFS emitido pelo serviço de meteorologia dos EUA (National Weather Service) do NOAA (National Oceanic and Atmospheric Administration), não apresenta dados animadores para o período de Maio a Julho, prevendo-se uma anomalia negativa ao nível da precipitação. Analisando-se mensalmente, os meses de Abril a Maio poderão aproximar-se de valores normais, contudo o mesmo não ocorre para os dois meses seguintes que apresentam anomalias negativas. Quanto ao mês de Agosto prevê-se uma anomalia positiva.

ATENÇÃO: A previsão fornecida por estes modelos estacionais é essencialmente probabilística. Apesar de superar o tempo de previsão meteorológica normal, apresenta um grau de fiabilidade aceitável para apoiar conclusões do tipo: espera-se que chova mais do que o normal ou para se estimar se a temperatura será acima da média, etc..


Post de: Emanuel de Oliveira
SMPC/GTF de Vila Nova de Cerveira
fonte: GTFAM

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 10:20


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2012

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031




Tags

mais tags