Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Sábado, 19.11.11

Trofa: Três Reis Beneméritos Ajudam Bombeiros

Os Bombeiros Voluntários da Trofa receberam um presente de Natal antecipado. Três Reis beneméritos contribuíram com uma ambulância de transporte de doentes e com uma quantia monetária para a nova central de comunicações.

Apesar de ainda não estarmos no Natal e de faltarem quase dois meses para a festa dos Reis, os Bombeiros Voluntários da Trofa já começaram a receber as prendas. Os três irmãos Reis que não vieram do Oriente guiados por uma estrela, mas de Santiago de Bougado, guiados pelo humanismo de mulheres e homens bombeiros e decididos a apoiar a corporação trofense.

Eduardo e Luciano Reis ofereceram, no sábado passado, uma ambulância no valor de 30 mil euros aos soldados da paz do concelho, enquanto Manuel Reis ofereceu 15.150 euros em dinheiro para ajudar a cobrir as despesas da nova central de comunicações. Numa reunião entre a direção dos Bombeiros e o sócio benemérito Eduardo Reis, onde estava presente o seu irmão Luciano, foi-lhes dado a conhecer a carência que a corporação tinha relativamente a transportes múltiplos de doentes. Perante tal situação os dois irmãos Reis decidiram prontamente abraçar esta causa e doar aos Bombeiros da Trofa uma ambulância. Deste modo, Luciano Reis concretizou um sonho antigo de ajudar os soldados da paz trofenses. “É uma causa nobre ajudar os Bombeiros da Trofa e ao mesmo tempo uma satisfação. Desde há muito que queria contribuir para com esta associação e sempre estive à espera que a oportunidade surgisse e ela surgiu quando menos esperava. Entre mim e o meu irmão Eduardo pensámos que devíamos dar a ambulância completa aos Bombeiros, e assim foi”, asseverou Luciano Reis.

Mas como não há dois sem três, Manuel Reis também quis ofertar aos soldados da paz, contribuindo monetariamente para o pagamento das despesas da nova central de comunicações. “Em toda a minha vida tenho perdido e tenho sido enganado, mas contento-me em ajudar, portanto quanto mais tenho perdido mais tenho ganho. Sinto-me feliz, porque juntamente com os meus irmãos sou sócio benemérito desta associação que está ao serviço de todos os trofenses. Sempre que os soldados da paz precisarem eu estarei aqui para ajudar”, afirmou Manuel Reis.

Para Eduardo Reis este é um ato solidário que pode servir de lição para outros trofenses. “A união faz a força e, por isso, mesmo decidimos abraçar esta causa. Sinto-me muito satisfeito, mas o mérito é dos Bombeiros e não nosso, pois foi a sensibilidade dos soldados da paz e a sua educação que nos fez não hesitar na hora de ajudar”.

O comandante da corporação, João Goulart, estava satisfeito com a oferta da ambulância de transporte de doentes à AHBVT. “Esta oferta é sem dúvida uma solução para um problema com que nós nos estamos a deparar que tem haver com a falta de ambulâncias de transporte múltiplo. Com os anos começam a ficar degradadas, começam a não ter alguma qualidade para o transporte de doentes. Por isso este veículo veio substituir os veículos existentes “, asseverou. João Goulart considerou que esta oferta foi mais um reconhecimento do trabalho realizado pelos Bombeiros junto da população. “Podemos dizer que este é o reconhecimento de todo o trabalho que temos vindo a desenvolver”, afirmou.

O sorriso de felicidade estava estampado na cara do presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Trofa (AHBVT). Pedro Ortiga mostrou-se satisfeito com a oferta dos três irmãos Reis, mas não deixou passar a oportunidade de referir que os Bombeiros Voluntários da Trofa continuam a precisar do contributo de toda a população trofense. “Nós continuamos ainda com necessidades vultuosas em termos de apoios financeiros para fazer face a todos os investimentos que realizamos e, por isso mesmo, continuamos à procura de novos beneméritos que possam contribuir para o socorro da população. Estamos muito satisfeitos por termos tido a colaboração deste três beneméritos, num contexto económico difícil, mas ainda falta pois continuamos a ter necessidade de mais uma ambulância, de fazermos o pagamento de todos estes investimentos. Por isso não podemos dizer que temos missão cumprida como gostaríamos, porque ainda não é uma realidade”, afirmou Pedro Ortiga. O próximo investimento a ser feito pela AHBVT passa pela reforma do edifício desta instituição.“Outros investimentos se avizinham a muito curto prazo, infelizmente, pela dimensão que tem a casa, ostenta um quartel com grandes dimensões, uma frota muito significativa, mas isto requer um suporte financeiro muito expressivo e consequentemente faz com que as necessidades sejam grandes. Estamos agora com novas necessidades a abeirarem-se em termos de manutenção do edifício. Porque enquanto elementos da proteção civil não podemos descurar a segurança de um edifício que tem funcionamento público. Temos o trabalho voluntário de todos, mas sem o apoio financeiro não me adianta ter homens a trabalhar de graça, pois não tenho equipamentos para lhes dar, viaturas para eles se deslocarem”, asseverou o presidente da instituição.

Belchior, Baltasar e Gaspar ficaram na história como os três reis magos que levaram ouro, incenso e mirra ao menino Jesus, quando este nasceu. Mas também Manuel, Eduardo e Luciano Reis vão ficar na história das estórias dos Bombeiros Voluntários da Trofa.


fonte: Noticias da Trofa

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 22:22



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930




Tags

mais tags