Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Quinta-feira, 04.08.11

INEM: Deputada do PSD faz alerta falso

INEM atribui responsabilidade aos hospitais

Trinta e uma Viaturas Médicas de Emergência Rápida (VMER), das 42 existentes em todo o País, estiveram inoperacionais durante algum tempo no primeiro semestre deste ano, admitiu ontem o presidente do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), Miguel Soares Oliveira.

O tempo de atendimento do INEM foi testado pelo grupo parlamentar do PSD. Na Comissão da Saúde, a deputada Joana Barata Lopes revelou ter sido feita uma chamada para o 112. "Desde o primeiro toque até atenderem a chamada demorou 14 segundos, mais do que o indicado pelo Tribunal de Contas", adiantou a deputado, referindo--se a uma auditoria.

A socialista Luísa Salgueiro criticou o gesto do PSD, alegando tratar-se de um ilícito. O presidente do INEM também criticou: "É um ilícito e eventualmente um crime."

Miguel Soares Oliveira afirmou ainda que nove VMER estiveram inoperacionais entre 2% e 10% do tempo e outras sete entre 10% e 20%. Quatro viaturas não saíram mais de 20% do tempo. "É responsabilidade dos hospitais garantir as escalas das tripulações médicas", disse o responsável. A falta de médicos nas VMER não é um problema de falta de clínicos com formação. "Os 755 médicos formados pelo INEM dariam para assegurar uma operacionalidade a 100% de 126 VMER", afirmou Miguel Soares Oliveira, defendendo a integração das tripulações das VMER nas Urgências. Confrontado com as acusações sobre a existência de problemas no socorro no Algarve e Alentejo denunciados pela candidata à Ordem dos Enfermeiros Ana Rita Cavaco, o presidente do INEM garantiu: "O Algarve nunca teve tantos meios de socorro como agora." A candidata à Ordem já afirmou que vai pedir ao Ministério da Saúde uma "inspecção aos procedimentos do INEM no Algarve".

251 CLÍNICOS QUE SE REFORMARAM QUEREM REGRESSAR

Segundo dados do Ministério da Saúde, pelo menos 251 médicos reformados pediram para regressar ao trabalho no Serviço Nacional de Saúde, ao abrigo do diploma em vigor há um ano e que permite aos clínicos aposentados continuarem a exercer. Só ontem, em Diário da República foram publicadas 28 autorizações, ainda assinadas pela anterior ministra, Ana Jorge. Entre 2009 e 2010 , reformaram-se mais de mil médicos e até final de Agosto devem aposentar-se 558. 
 
fonte: CM

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 21:11


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  





Tags

mais tags