Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Sexta-feira, 18.03.11

Cantanhede: Associação Humanitária tem nova Direção

Com uma nova Direção, que tomou posse no dia 10 de março, inicia-se uma nova etapa na vida dos Bombeiros Voluntários de Cantanhede. Além de palavras de gratidão e apreço pelo trabalho realizado, fica a certeza que o futuro da Associação requer a união e o contributo de todos os seus elementos.
Rogério Marques é o novo presidente da Direção dos Bombeiros Voluntários de Cantanhede (BVC). Os corpos sociais eleitos para o triénio de 2011/2013 tomaram posse durante a última assembleia geral que decorreu no quartel de Cantanhede, no dia 10 de março, na presença de perto de 100 sócios.
Nas eleições, que aconteceram em dezembro de 2010, foi eleita a lista A (a única apresentada) com 165 votos a favor, 29 votos nulos e sete votos em branco. Os sócios (quase 5.700) “foram chamados e legitimaram o mandato que hoje termina e deram força, sem precedentes, aos novos órgãos sociais. Hoje uma nova página se inicia”, sublinha o presidente da Associação.
A nova Direção apresentou-se “com humildade”e grata pela “confiança” mas consciente “dos sacrifícios” que terá que enfrentar. “Os desafios podem ser novos e a forma como os enfrentaremos também. Mas os valores de que depende o nosso sucesso estão já nesta casa”, afirma Rogério Marques.
O novo presidente lembra que os tempos atuais são difíceis e que “é momento para nos unirmos porque escolhemos a esperança e não o medo, a unidade nos nossos objetivos e não o conflito e a discórdia que estrangulam o futuro. Aos sócios apelo para que defendam e enalteçam a grandiosidade da missão desta Associação, defendendo-a de comentários mesquinhos”.
São precisas respostas com o contributo de todos
Para Rogério Marques, será necessário haver “respostas conjuntas” resultado do contributo de todos. Para prestar um serviço público de qualidade é preciso “disciplina, rigor, colaboradores cada vez mais qualificados e um moral muito elevado”. Ao corpo ativo garante “apoio. Pretendemos desenvolver um projeto para campo de formação, treino e manutenção, realização de exercícios e simulacros”.
Uma gestão rigorosa e a criação de novas formas de financiamento, a abertura da Associação à população e o desenvolvimento de protocolos de parceria com empresas e juntas de freguesia do concelho, e a angariação de novos sócios são alguns dos pontos indicados a seguir pela Direção.
“Só dessa forma será possível avançar com as obras programadas de beneficiação das atuais instalações, como as do pavilhão do polivalente, criação de uma zona de apoio a equipas de piquete e atividades na sala multiusos, ampliação das instalações da secção da Tocha e o Museu Comandante Eva”, refere Rogério Marques. Deixou ainda o reconhecimento do trabalho feito por todos que antecederam a nova Direção.
Idalécio Oliveira deixa palavras de gratidão a todos
Idalécio Oliveira, presidente cessante da Direção dos BVC, congratulou-se com a aprovação das contas relativas ao ano de 2010 e disse que “as contas nos introduzem para alguma reflexão sobre o que foi feito e o que devemos fazer no futuro”. Fez um balanço positivo e expressou uma palavra de gratidão às famílias e amigos dos BVC, a todos os membros da Associação e àqueles que, ao longo dos últimos três anos, acompanharam o trabalho da Direção.
O presidente cessante fez referência a alguns momentos difíceis, como o falecimento do 2.º comandante Marco Sousa e do 2.º comandante Eva. A sua Direção deliberou homenagear o comandante Eva, construindo um museu em sua memória e também para preservar a história dos BVC. Manifestou ainda apreço ao comandante interino, João Leitão, por ter percebido e acompanhado com empenho os objetivos da Direção. E terminou com “os votos dos maiores êxitos”. Foi também votado e aprovado um voto de distinção a Idalécio Oliveira pelo trabalho realizado em função dos BVC.
João Leitão, comandante de substituição desde 27 de julho de 2010, fez “um balanço positivo das atividades desenvolvidas pelos bombeiros, a quem agradeço”. E elogiou “a disponibilidade de todo o corpo ativo. Porque esta casa não é só feita pela Direção mas pelo conjunto de todos os seus elementos”.
Durante o ano de 2010 as atividades realizadas pelo corpo ativo de bombeiros totalizaram a resposta a 8.358 alertas, que envolveram 15.247 bombeiros e 8.827 viaturas, tendo percorrido 2.171.305 quilómetros, feito o transporte de 9.225 doentes, o que perfaz 21.533 horas de trabalho.

Novos órgãos sociais da Associação Humanitária dos BVC
Direção: presidente – Rogério Marques (Cantanhede); vice-presidente – Idálio Espinhal (Cantanhede); 1.º secretário – Rui Almeida (Tocha); 2.º secretário – Adérito Machado (Cordinhã); tesoureiro – Manuel Francisco (Cantanhede); 1.º vogal – Fernando Vieira (Vilamar) e 2.º vogal – António Balteiro (Zambujal). Suplentes: 1.º vogal – Emanuel Melo (Cantanhede) e 2.º vogal – Leonel Dinis (Ourentã).
Assembleia Geral: presidente – Carlos Lopes (Cantanhede); vice-presidente – Idalécio Oliveira (Ourentã); 1.º secretário – Marta Carvalho (Portunhos) e 2.º secretário – Luís Alves (Cantanhede).
Conselho Fiscal: presidente – Artur Fernandes (Cantanhede); vice-presidente – Jorge Martins (Cantanhede); secretário relator – António Fernandes (Sepins); 1.º suplente – Óscar Camarneiro (Cantanhede) e 2.º suplente – Victor Costa (Febres).
Voto de agradecimento a Carlos Quaresma
A anterior Direção dos Bombeiros Voluntários de Cantanhede (BVC) atribuiu um voto de agradecimento a Carlos Quaresma, a residir na Suécia, pela sua intervenção e consequente doação de materiais e equipamentos (de proteção individual e de desencarceramento) dos Bombeiros de Gotemburgo, na Suécia, para os Bombeiros de Cantanhede.
Idalécio Oliveira, anterior presidente da Associação Humanitária, referiu que “este tipo de doações, além dos benefícios que têm para os bombeiros nas suas funções de socorro, são de fundamental importância. Há intercâmbio entre associações de bombeiros em países tão distintos como Portugal e Suécia e poderá alargar-se a outras associações e a outros países, sendo uma mais-valia para os bombeiros”.
É uma situação que poderá servir de exemplo para outras iniciativas similares. “É uma parceria que no futuro pode traduzir-se em mais equipamentos e na troca de conhecimentos e experiências, o que é muito importante para a vida das associações”, avançou Idalécio Oliveira.
Esta parceria dura já há vários anos. Por um lado, “resulta da ação de Carlos Quaresma na Suécia junto dos Bombeiros de Gotemburgo”. E, por outro lado, é a prova da “amizade e apreço que Carlos Quaresma tem pelas pessoas do município de Cantanhede, em especial pelo médico Fernando Santos e pelo presidente da Câmara Municipal, João Moura, pessoas que foram fundamentais neste processo”, explicou o anterior presidente da Direção.
 
in: independentedecantanhede

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 01:00


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031




Tags

mais tags