Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Sexta-feira, 21.10.11

Autoridades policiais investigam fogos florestais

A intensidade das ocorrências de fogos florestais em Estarreja reduziu consideravelmente. Ontem, registou-se um reacendimento, junto ao Caminho dos Moleiros, Pardilhó, cujo combate envolveu 8 bombeiros das corporações de Estarreja e Murtosa, apoiados por 3 viaturas.
As várias frentes e os sucessivos reacendimentos na última semana justificaram a presença de equipas da Polícia Judiciária e da GNR, estando em curso a investigação da PJ e tendo a GNR intensificado as rondas no terreno.

Período crítico prorrogado até 31 de Outubro
De acordo com a resolução do Conselho de Ministros que saiu hoje em Diário da República, no âmbito do sistema nacional de defesa da floresta contra incêndios, o período crítico é prorrogado até 31 de Outubro, uma vez que os índices de risco de incêndio têm-se mantido predominantemente elevados a máximos, gerando um número de incêndios florestais por dia muito acima da média dos últimos anos para este período.

Perigo de Incêndio Florestal Elevado
A Autoridade Nacional de Protecção Civil manteve o Alerta Amarelo para esta terça-feira. De acordo com a informação actualizada pelo Instituto de Meteorologia (IM), prevê-se a continuação de tempo quente e seco, com vento de Leste fraco. A Humidade Relativa do Ar (HRA) na generalidade do território não deverá ultrapassar durante o dia os 30%, sendo particularmente baixa (< 20%) no interior.
O acompanhamento dos produtos do IM, relativos a incêndios florestais, pode ser feito em http://www.meteo.pt/pt/ambiente/risco_incendio/index.html

EFEITOS EXPECTÁVEIS
Em função da previsão da evolução das condições meteorológicas é expectável:
Tempo quente e seco com a permanência de condições favoráveis à progressão de eventuais incêndios florestais.

MEDIDAS DE AUTO-PROTECÇÃO
A ANPC recorda que, de acordo com as disposições legais em vigor e no âmbito da prorrogação do período crítico, até 31 de Outubro continuam a ser proibidos nos espaços rurais, as seguintes práticas:
. Realização de queimadas, fogueiras para recreio ou lazer ou para confecção de alimentos;
. Utilização de equipamentos de queima e de combustão destinados à iluminação ou à confecção de alimentos;
. Queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração;
. O lançamento de balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes;
. Fumar ou fazer lume de qualquer tipo nos espaços florestais e vias que os circundem;
. A fumigação ou desinfestação em apiários com fumigadores que não estejam equipados com dispositivos de retenção de faúlhas.
A ANPC recomenda ainda a adequação dos comportamentos e atitudes face à situação de perigo de incêndio florestal, nomeadamente com a adopção das necessárias medidas de prevenção e precaução, observando as proibições acima expressas e tomando especial atenção à evolução do perigo de incêndio para os próximos dias, disponível junto dos sítios da internet da ANPC e do IM, junto dos Gabinetes Técnicos Florestais (GTF) das Câmaras Municipais (CM) e dos Corpos de Bombeiros (CB).

Fonte: ribeirinhas.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 17:03



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2011

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031




Tags

mais tags