Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Segunda-feira, 11.07.11

Morre em Incêndio Junto ao Quartel

Morte de Francisco Silva Santos,
de 60 anos,
deixou corporação arrasada.
Alcanena: Bombeiro dos voluntários de Minde caiu inanimado

Um bombeiro de 60 anos morreu ontem à tarde enquanto combatia um incêndio, a 500 metros do quartel, em Minde, concelho de Alcanena.
Francisco Manuel Silva Santos, condutor nos Voluntários de Minde há mais de 40 anos, terá sofrido um ataque, caiu inanimado no chão e, apesar dos esforços dos companheiros e dos médicos para o reanimar, não resistiu.

A morte deixou de rastos os elementos da corporação. "É a primeira vez que perdemos um elemento em trabalho e o pessoal está todo combalido e desanimado", confessou ao CM o comandante, Sérgio Henriques.
O alerta para o incêndio, numa zona de mato a 500 metros do quartel, foi dado pouco depois das 17h00. Saíram três viaturas, com nove bombeiros (entre eles o comandante). Quando procediam ao combate ao fogo, Francisco Santos desfaleceu junto a uma das viaturas.

Foi chamada uma ambulância de suporte básico de vida e os companheiros iniciaram as manobras de reanimação até à chegada de uma equipa de emergência do INEM. O médico limitou-se a confirmar o óbito, para desespero de todos.

O corpo seguiu para o Gabinete de Medicina Legal de Tomar, para ser autopsiado. Só depois será marcado o funeral.
"Era uma pessoa sempre disponível e que estava entregue de corpo e alma ao voluntariado", lamenta Sérgio Henriques. 

Dois bombeiros já morreram em serviço este ano

 Francisco Silva Santos, bombeiro nos Voluntários de Minde, foi o segundo bombeiro a morrer em serviço desde o início do ano. A este número juntam-se cinco feridos.

O homem morreu a combater um fogo ao lado do quartel. O "pequeno incêndio na habitação - a área em chamas pouco mais tinha que 500 metros quadrados - foi fatal para o motorista de 60 anos", contou fonte do comando.

O homem "foi vítima de uma paragem cárdio-respiratória da qual viria a falecer".

Este ano já havia registo de um outro morto: um bombeiro do Pinhal Novo morreu quando a ambulância em que seguiam se despistou, em Setúbal. 
 
fonte: CM / DN

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 08:23



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2011

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31




Tags

mais tags