Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Quarta-feira, 31.08.11

Câmara de Belmonte não renova com ANPC.

A Câmara Municipal de Belmonte, não vai renovar o protocolo com a Autoridade Nacional da Protecção Civil (ANPC), para que os Bombeiros de Belmonte mantenham ao serviço a Equipa de Intervenção Permanente8EIP).

Recorde-se que a corporação de Belmonte possui cinco elementos assalariados, ao abrigo de um protocolo entre a autarquia e a ANPC. A decisão obteve a unanimidade da votação na reunião extraordinária desta segunda feira, do executivo municipal.

Amândio Melo, o autarca de Belmonte justifica o voto da maioria contra a renovação do protocolo com ANPC, com a falta de recursos e de não querer comprometer e aumentar o quadro de pessoal da corporação, ficando a promessa de levar por diante algumas diligência em torno de uma solução.

A questão mereceu igualmente o voto contra a oposição, Jorge Amaro, vereador independente sublinha no entanto que "surgiu uma proposta por parte dos vereadores independentes", poderá passar pela criação de uma equipa da Sapadores Florestais.

Recorde-se que o concelho de Belmonte não possui nenhuma equipa de Sapadores Florestais e agora com esta decisão da não renovação da EIP nos Bombeiros de Belmonte, a solução poderá passar pela candidatura a uma equipa do género.

A decisão da autarquia teria de surgir até final deste mês de Agosto, o contrato da actual equipa está válido até final de Outubro, a Câmara de Belmonte não renova o protocolo com a ANPC.

A notícia "apanhou de surpresa" a direcção da corporação, como refere António Dias Rocha. O presidente da direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Belmonte não tem dúvidas e afirma que “com esta decisão, a população é que fica a perder no que diz respeito à resposta ao socorro”. Dias Rocha acrescenta ainda que a direcção da colectividade estaria "disponível para encontrar uma solução, mas a Câmara Municipal nem sequer proporcionou um encontro para abordar a questão" da renovação protocolar.

Com a saída destes cinco elementos da Equipa de Intervenção Permanente poderá abrir-se "uma lacuna, no que diz respeito à resposta ao socorro", como reconhece também, António Leitão, comandante da corporação de Belmonte.

Actualmente no distrito de Castelo Branco existem dez equipas de intervenção permanente ao serviço em dez corporações, apenas a autarquia de Belmonte tomou a decisão de não renovar o protocolo. O presidente da direcção dos bombeiros de Belmonte espera que haja "bom senso" nesta questão que poderá ser reavaliada. Para já, por parte da direcção e comando dos Bombeiros de Belmonte resta aguardar por decisões futuras, por enquanto os cinco elementos da Equipa de Intervenção Permanente têm contrato, com a Associação Humanitária, até Maio de 2012.

Fonte: Radio Caria ( Belmonte)

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 17:40


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  





Tags

mais tags