Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Sábado, 28.05.11

Penacova - Carro Cai para Ravina com Cerca de 100 Metros

Viatura começou a deslizar com condutora no interior. Valeu-lhe a coragem de duas pessoas que a retiraram a tempo

Foi um acidente “impossível” de acontecer, aquele se registou ontem, ao princípio da manhã, na localidade de São Mamede, concelho de Penacova. Um carro deslizou e acabou por se despenhar por uma ravina com cerca de 100 metros. A condutora, Felisbela Santos, escapou por pouco a uma tragédia com um desfecho mais do que certo, ajudada por duas pessoas, que a conseguiram retirar do carro em andamento.
 
Aconteceu por volta das 8h30. 

Um autocarro com crianças preparava-se para partir de São Mamede rumo a Lisboa. Em perspectiva estava uma viagem ao Jardim Zoológico. Na mesma estrada, estava Felisbela Santos, de 41 anos, professora em Souselas, que se preparava para dar início à viagem que a levaria ao seu  local de trabalho. Não se sabe muito bem o que aconteceu. Há quem diga que o autocarro fez marcha-atrás, embatendo na viatura da professora. Certo é que se verificou ali um pequeno acidente, resultante de um “toque” entre o pesado de passageiros e o ligeiro conduzido pela professora, junto ao sinal Stop. Nada mais do que “chapa”, mas que obrigou motorista e condutora a saírem das respectiva viaturas, para averiguarem os estragos e negociarem o respectivo conserto.
Diz quem assistiu que a professora estava nervosa e talvez tenha sido por isso que, alegadamente, se terá esquecido de accionar o travão de mão. E, depois de uma primeira troca de impressões com o motorista, quando Felisbela Santos entrou no carro para recolher os documentos de que necessitava, a viatura começou a andar, deslizando rumo ao abismo, com a professora no seu interior. Um momento de agonia para quem estava no local, mesmo junto ao Café Pacífico, em São Mamede.
 
Valeu a Felisbela Santos o sangue frio de um jovem e de uma mulher, que se “lançaram” à viatura e, a custo, conseguiram “sacar” a professora do seu interior. Ambos, para além de combalidos, sofreram várias escoriações e hematomas, mas a professora ficou deveras pior. Sem conserto possível ficou o carro, que caiu ravina abaixo, estatelando-se cerca de 100 metros abaixo. num terreno agrícola, actualmente abandonado. Para quem pense que existe alguma incúria, uma vez que a ravina não tem qualquer protecção, os habitantes locais garantem que «não se justifica».
 
O pedido de socorro foi feito de imediato para os Bombeiros Voluntários de Penacova, que inicialmente, de acordo com o comandante António Simões, ficaram com a ideia que a condutora tinha caído juntamente com o carro e só quando chegaram a São Mamede perceberam que, afinal, a professora, de 41 anos, residente em São Mamede, tinha sido salva, quase por milagre. Todavia, o seu estado de saúde apresentava alguns cuidados, sendo transportada aos Hospitais da Universidade de Coimbra. Segundo apurámos junto daquela unidade de saúde, Felisbela Santos passou toda a manhã na Urgência, «em observação e a fazer exames complementares de diagnóstico», sendo depois internada nos Serviços de Ortopedia.
 
Os Bombeiros de Penacova mobilizaram para o acidente uma ambulância, uma viatura de salvamento e desencarceramento e sete homens. No local esteve também a equipa da VMER (Viatura Médica de Emergência e Reanimação).

por Manuela Ventura
fonte: DC

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 11:14



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2011

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031




Tags

mais tags