Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Terça-feira, 19.06.12

Bombeiros de Viseu desligam GPS de viaturas em protesto

Os bombeiros do distrito de Viseu desligaram os aparelhos de GPS colocados nos carros de combate a incêndios, a pedido da federação distrital, num protesto contra a alegada «discriminação» no pagamento do seu funcionamento.

O presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito de Viseu (FBDV), Rebelo Marinho, explicou à Lusa, nesta terça-feira, que a decisão tem como objetivo exigir à Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) que «trate todas as corporações de bombeiros por igual» no pagamento da utilização dos aparelhos de GPS.

Atualmente, segundo o presidente da FBDV, os bombeiros de Vila Real e Guarda estão a receber os 144 euros que custa a gestão anual deste tipo de aparelho, enquanto em Viseu esses mesmos custos são «suportados em exclusivo» pelas 32 corporações do distrito.

Rebelo Marinho admitiu que os custos «não são muito relevantes», mas apontou a «questão de princípio» para exigir «tratamento igual» para os bombeiros voluntários do distrito de Viseu, que têm, em média, cinco aparelhos por quartel.

Com esta medida, adiantou, a ANPC «fica sem a possibilidade de monitorizar a localização das viaturas de combate a incêndio», cuja consequência mais visível é «não permitir uma rápida e mais eficaz gestão de meios em situação de aperto» e quando seja necessária «a sua mobilização de um incêndio para outro em função das dificuldades sentidas momento a momento».

O que os bombeiros do distrito de Viseu pretendem, segundo Rebelo Marinho, é «assegurar que a ANPC proceda de forma igual para situações iguais», como seja «não discriminar umas corporações de bombeiros» em relação a outras.

«Se a ANPC tivesse como opção, o que seria sempre aceitável, até pelas verbas envolvidas, não pagar a nenhuma corporação de bombeiros, nada teríamos a opor, embora seja verdade que é a autoridade que mais beneficia dos aparelhos de GPS. Mas quando se abre um precedente, é normal que esse registo seja o mesmo para todos», apontou Rebelo Marinho.

«O que queremos é ser tratados por igual, nada mais. E quando assim for, os aparelhos de GPS serão reativados de imediato», assegurou o presidente da FBDV.

Fonte: TVI24

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 18:13



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2012

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930




Tags

mais tags