Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Quinta-feira, 30.08.12

Tábua: Bombeiros preparados para desafios do futuro

Os Bombeiros Voluntários de Tábua (BVT) acabam de completar 77 anos. A efeméride foi assinalada, terça-feira, com uma simples confraternização entre todos os elementos da corporação. A comemoração festiva ficará lá mais para a frente, pois os dias que correm exigem estado de alerta e total prontidão daqueles cujo lema é “Vida por Vida”.
Fundada em 1935, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Tábua (AHBVT) foi criada com o objectivo de dotar o concelho de um corpo de bombeiros capaz de atender às crescentes necessidades da população. No presente como no passado, servir o próximo de forma abnegada, encarando cada desafio com coragem e preparação, continua a ser a missão de quem ingressa nesta instituição tabuense, merecedora de grande respeito.
O corpo activo é composto por 100 elementos. Trata-se de uma corporação jovem, cuja média de idades se situa entre os 25 e os 30 anos.
António Oliveira, 37 anos, está no comando dos BVT há mais de uma década, tendo entrado em 1990 ao serviço. Revela que o número de operacionais se tem mantido estável, após um crescimento verificado nos últimos três anos.
“O espírito de missão, a camaradagem e a vontade de ajudar o próximo, conjugados com a possibilidade de uma carreira de futuro, têm vindo a mobilizar muita gente para os bombeiros”, refere o comandante.
“Os jovens que ingressam na corporação sentem-se bem acolhidos, motivados e passam a palavra aos amigos sobre o bom ambiente que há e o quanto é interessante e apelativa a actividade dos bombeiros”, explica o presidente da Direcção da AHBVT, Mário de Almeida Loureiro, também presidente da Câmara Municipal de Tábua.
No terreno, o sucesso é uma conjugação de meios humanos e logísticos especializados, sob coordenação de operacionais experientes e capazes. No caso da corporação tabuense, sob o comando de António Oliveira, estão 10 viaturas de combate a incêndios urbanos e florestais, 12 ambulâncias e cinco carros de apoio logístico, destinado ao desencarceramento e outras exigências operacionais.
Segundo responsável, é um parque de viaturas acima da média. Apesar de alguns veículos terem largos anos de serviço, o comandante garante que “estão todos operacionais, funcionais e aptos a servir a corporação e as populações”.
Devido à proximidade com os rios Mondego e Alva, a Norte e a Sul do concelho, respectivamente, António Oliveira defende a necessidade de se proceder à substituição da embarcação de que dispõem. Trata-se de um semi-rígido, cedido pelo Instituto de Socorro a Náufragos há cerca de 30 anos.

Futuro com novos projectos

Mário de Almeida Loureiro sublinha o empenho, a dedicação e a responsabilidade com que os bombeiros desempenham a sua missão. E lembra que a sua actividade evoluiu bastante, pautando-se, nos tempos que correm, por mais rigor, diferentes formas de actuar, um acompanhamento constante e uma grande preocupação com a formação.
Há cerca de quatro anos foi realizado um investimento importante, no valor de 40 000 euros, destinado à aquisição de equipamentos de protecção individual para os bombeiros.
Atenta às necessidade do corpo activo, a Direcção da AHBVT está a aguardar a entrega de uma nova viatura de combate a incêndios urbanos e industriais, que deverá ocorrer, provavelmente, durante o mês de Setembro. O investimento, no valor de 210 000 euros, beneficiou de comparticipação comunitária, no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN).
“É uma viatura que faltava aos bombeiros e que vai dar-lhes capacidade para determinadas situações da actividade operacional”, refere Mário Almeida Loureiro.
A médio prazo, há um projecto que passa pela requalificação e ampliação do quartel, localizado na rua de Dr. Francisco Beirão, no centro da vila de Tábua. Contudo, apesar de já haver projecto elaborado e aprovado para esta obra, aguarda-se que a empreitada possa ser apresentada a uma eventual candidatura a fundos comunitários.
O investimento, que rondará os 500 000 euros, prevê obras tendentes ao aumento do parque de viaturas, à criação de mais salas de formação e a requalificação de todo o edifício sede que, construído na década de 40 [séc. XX], foi já alvo de duas intervenções posteriores, a última das quais há cerca de 30 anos.

Ao serviço das populações
Transporte de doentes pode vir a ser problemático

“Maio, Junho e Julho foram meses complicados em termos operacionais”, refere o comandante, António Oliveira. Com mais ou menos solicitações, o estado de alerta e prontidão é o mesmo, pois dele depende o sucesso no serviço prestado às populações.
Anualmente, há cerca de 6 000 doentes cujo transporte é assegurado pelos Bombeiros Voluntários de Tábua. A estes serviços, que correspondem à principal actividade levada a cabo pelo elementos do corpo activo, acrescem os meios accionados em 1 500 situações de urgência pré-hospitalar, no combate em 40 incêndios urbanos e 80 florestais, o socorro em 50 acidentes rodoviários e a participação em quase 1 200 serviços relacionados com protecção civil e segurança das populações.
As alterações legislativas ao transporte de doentes não urgentes, uma das principais actividades levadas a cabo pelas corporações, é motivo de preocupação para Mário Almeida Loureiro.
O presidente da Direcção da AHBVT confessa que “o futuro é encarado com algum cepticismo”, pois trata-se de uma das principais fontes de receita e, ao mesmo tempo, é um serviço importante que os bombeiros prestam à população.
“Se os transportes deixarem de ser feitos pelos bombeiros, só nos resta despedir pessoal. O problema é que as corporações investiram em equipamento, meios humanos e formação para prestar este serviço às pessoas, a pedido do Ministério da Saúde. E agora são completamente ignoradas”, lamenta Mário Almeida Loureiro.
Com um orçamento anual que ronda os 500 000 euros, vale à AHBVT o facto de ser detentora dos alvarás de quatro escolas de condução (Tábua, Fundão, Mirandela e Portimão), o que constitui a principal fonte de receitas e permite olhar para o futuro com moderada tranquilidade.


fonte: CP

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 12:03



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031




Tags

mais tags