Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Sábado, 04.02.12

Mulher morre na A11 ‘cuspida’ em capotamento

Uma mulher de 32 anos morreu ontem vítima de um acidente de viação na auto-estrada entre Guimarães e Braga, na zona de S. Martinho de Leitões, concelho de Guimarães.
A condutora - que seguia sozinha - despistou-se e foi ‘cuspida’ do veículo através do pára-brisas na sequência do capotamento, sendo projectada vários metros.

O Opel Corsa que a vítima conduzia capotou e só se imobilizou na berma da auto-estrada.
A vítima ainda foi socorrida pelos Bombeiros Voluntários de Guimarães e pela equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital de Guimarães, mas acabou por morrer no local.

O óbito foi confirmado no local, mas o cadáver só foi removido depois de realizadas algumas diligências pelo Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação (NICAV) de Guimarães do Destacamento de Trânsito da GNR a quem cabe apurar as causas do acidente.
No local esteve também uma patrulha do Posto de Trânsito de Fafe que policia aquela auto-estrada.

O acidente ocorreu pelas 11.00 horas no sentido Guimarães-Braga, ao km 36,400 da A11.
O socorro foi accionado às 11.24 horas e os Bombeiros Voluntários de Guimarães acorreram com duas ambulâncias e a viatura de desencarceramento.
A vítima mortal era residente no concelho de Guimarães.
É a terceira vítima mortal no distrito de Braga no espaço de uma semana.

Fonte: Correio do Minho


Acidente mata filha de ex-polícia

Um brutal acidente de viação, ocorrido ontem, por volta das 11h00, na A11, a auto-estrada que liga Guimarães a Braga, causou a morte de uma mulher de 30 anos, que se dirigia para o local de trabalho.

Sara Manuela Marques de Freitas Rodrigues, empregada de escritório, filha de um antigo agente da PSP e residente na rua da Bela Vista, em Fermentões, Guimarães, conduzia o carro da irmã mais velha, quando se deu o despiste fatal.

Foi no sentido Guimarães – Braga, na freguesia de S. Martinho de Leitões, numa zona de subida. O Opel Corsa que Sara Manuela Conduzia entrou em despiste, capotou e caiu com o tejadilho em cima do rail do lado direito.

Por força do impacto, o corpo da condutora foi cuspido para a zona de mato, ficando a uns cinco metros do carro, que ficou parcialmente destruído.

"Depois de se despistar e ir à valeta, o carro entrou em voo, numa distância de cerca de 80 metros, até cair, de rodas para o ar, mesmo em cima do rail. Foi um acidente extremamente violento", disse ao CM um automobilista que ali chegou segundos depois da tragédia.

Quando chegaram ao local, os bombeiros de Guimarães, que estão a menos de cinco minutos, encontraram Sara Manuela já cadáver.

Na rua da Bela Vista, em Fermentões, o ambiente era, ontem à tarde, de grande consternação. Vizinhos e familiares nem queriam acreditar que "a menina Sara" tinha sido vítima de um brutal acidente de carro.

Fonte: CM

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 20:06


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829




Tags

mais tags