Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Domingo, 04.11.12

Crise: 200 bombeiros profissionais querem emigrar

Perto de 200 bombeiros profissionais manifestaram intenção de se desvincular da função pública para emigrar, devido a dificuldades económicas, disse esta sexta-feira à agência Lusa o presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP).

Fernando Curto adiantou que, entre 150 a 200 bombeiros, pediram ajuda a ANBP para se desvincular da função pública para irem trabalhar para o estrangeiro, uma vez que muitos viram o vencimento reduzido em cerca de 200 euros, além da falta de emprego do cônjuge.

Segundo o presidente da ANBP, em alguns casos, os bombeiros profissionais viram o seu rendimento mensal passar dos 750 para os 570 euros, o que contribuiu para a perda de habitações por falta de pagamento e o incumprimento em encargos com a creche dos filhos.

Fernando Curto manifestou-se preocupado com esta situação, que considerou grave, tendo em conta que são bombeiros com mais dez anos de serviço e com formação.

A esta intenção de emigrar dos bombeiros profissionais junta-se a «falta de efetivos das corporações», estimada em cerca de 1.500, e da «sobrecarga de trabalho a que estão sujeitos, sem que lhes sejam pagas centenas de horas extraordinárias».

De acordo com o também presidente do Sindicato Nacional de Bombeiros Profissionais (SNBP), apenas são pagas 60 por cento das horas extraordinárias

Nesse sentido, os bombeiros profissionais exigem um regime de exceção para novas admissões e progressões nas carreiras, idêntico ao da PSP, e uma regulamentação do horário de trabalho, como aconteceu com os médicos.

Fernando Curto adiantou que o trabalho dos bombeiros profissionais é idêntico aos dos médicos, pelo que exigem a indexação das horas extraordinárias ao vencimento base e uma revisão do horário de trabalho semanal.

Para exigir uma resposta às reivindicações apresentadas, a ANBP e o SNBP têm marcado uma manifestação nacional para 20 de novembro, entre o Terreiro do Paço e a Assembleia da República.

A ANBP e SNBP têm também convocada uma greve de bombeiros profissionais em todo o país para 27 de novembro, além de já terem apelados aos associado para se juntarem à greve geral de 14 de novembro.

Fernando Curto disse ainda à Lusa que a greve de 27 de novembro poderá ser desconvocada, caso o Ministério da Administração Interna responda às reivindicações.

Em Portugal existem cerca de nove mil bombeiros profissionais entre sapadores, municipais, «canarinhos» e funcionários dos bombeiros voluntários.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 19:27


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2012

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930




Tags

mais tags