Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Segunda-feira, 07.05.12

Risco sísmico na região preocupa bombeiros em Palmela


O risco sísmico na Área Metropolitana de Lisboa e os problemas resultantes da sua ocorrência na região é um tema que preocupa as corporações de bombeiros no concelho de Palmela. Octávio Machado, presidente da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Palmela, admite que o assunto “tem de estudado, analisado para poder ser prevenido da melhor maneira”, razões pela qual a temática vai ser abordada na próxima manhã de sábado, na Biblioteca Municipal de Palmela, incluída no programa de comemorações do dia municipal do bombeiro.

A colaboração entre as três corporações de bombeiros de Palmela é valorizada por Ana Teresa Vicente, presidente da autarquia vê nas comemorações do dia municipal do bombeiro uma oportunidade para “estreitar ainda mais as relações”. “O objetivo de convívio entre as corporações dos bombeiros ajuda ao desempenho de cada um nas suas áreas de intervenção”, prossegue a edil.

As dificuldades por que as associações de bombeiros voluntários e profissionais passam atualmente, derivadas dos aumentos dos custos do combustível e da eletricidade, são criticadas por Octávio Machado, demonstrando que “44 por cento do orçamento da corporação de Palmela serve para suportar estas despesas”. “Existem atualmente muitos fatores que começam a causar mossa nas corporações por todo o país”, revela o presidente da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Palmela, entregando à câmara municipal a responsabilidade por, “no concelho, haver condições para combater o risco da melhor maneira”.

António Braz, presidente dos bombeiros de Águas de Moura, considera que “a união deve ser trabalhada e reforçada de forma a ser prestado um serviço de excelência à população”. O programa do dia municipal do bombeiro teve início no passado dia um de Maio e decorre até dia 27, com a realização de simulacros em escolas do concelho, workshops, exposições e torneios de futebol.

“O programa é virado essencialmente para a população e a forma como podem contribuir com as corporações de bombeiros nas intervenções realizadas”, prossegue António Braz, acrescentando que a participação das crianças nos simulacros em várias escolas é “importante para firmar uma consciência cívica para o futuro”. Já Ana Teresa Vicente coloca o programa em volta da temática do ano europeu do envelhecimento ativo, apelando a “uma melhor participação de todos os cidadãos, reagindo e prevenindo qualquer situação de emergência da melhor maneira”.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Diário de um Bombeiro às 15:57



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2012

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031




Tags

mais tags