Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Terça-feira, 29.01.13

Queda Da Grua - Uma Machada Para Os Bombeiros

Sem paragem praticamente desde sábado, a grua (VP 40 – 01) dos Bombeiros Voluntários de Esmoriz, levantou árvores às dezenas, telhados de indústrias, ajudou a elevar os homens para chegar a locais inacessíveis de outras formas, retirou o perigo da proximidade de casas e continuou a fazê-lo na segunda e na terça-feira (21 e 22 de Janeiro).

Contudo, ao final da tarde de terça, quando operava no Parque de Campismo de Esmoriz, para retirada de pinheiros na iminência de desabarem sobre as instalações e tendas, a forte ventania que se fazia sentir, o terreno algo instável fez com que o operador da grua vi-se o seu trabalho cair por terra e a sua vida em grande perigo.

Poucos ainda acreditam hoje como foi possível a sobrevivência sem mazelas de maior do Sub-Chefe Salviano Gomes, com a queda da grua precisamente para o lado da cabine de trabalho e em cima de uma roulotte.

Sim, mas ele sobreviveu, saiu do meio dos escombros, por um buraco que nem ela sabe como e mais marcado psicológica que fisicamente enfrenta o dia a dia da vida de soldado da paz.

A chamada recebida no quartel fez temer o pior e a ventania que abalou os homens do Corpo Activo e Comando dos Bombeiros de Esmoriz, foi a do coração, para uns quase parou, para outros fez disparar pensamentos e emoções.

Outros elementos da corporação esmorizense no local não ganharam para o susto, mas com a certeza de que o pior em termos humanos não tinha acontecido, ficou a noção e o amargo de boca de ver a gigante grua tombada e a noção dos milhares de euros que a sua remoção do local e reparação significa em tempo e dinheiro. Mas o que será isso, se vidas humanas tivessem sido ceifadas, podemos perguntar?

Sorte, perícia, o que tinha de ser, mas para a proprietária da roulotte onde a grua maioritariamente desabou há uma explicação mais plausível: tudo estava destruído, tudo, menos a mesa onde se encontrava colocada a imagem do St.º António. Ficou intacto, e, portanto, para a senhora não há dúvidas, aquele santo salvou o homem da grua e fez questão pela mão do Presidente do Parque de Campismo que a estatueta fosse entregue no quartel dos Bombeiros Voluntários de Esmoriz ao homem da grua que se salvou.

O operador e sub-chefe Salviano Gomes diz que um dia há-de contar a sua versão dos acontecimentos, mas por agora são as noites mal-dormidas que o preocupam porque há pensamentos e preocupações que não o deixam descansar.

Os colegas e o Comando não o largaram, por assim dizer, e o apoio tem sido inequívoco para que este acidente não deixe marcas a não ser aquelas que sejam necessárias para saber que só quem trabalha está sujeito a estas coisas.

Direcção, Comando e Corpo Activo com empresas da especialidade efectuaram já o trabalho de posicionamento da grua e a sua remoção do Parque. Serão meses até poder voltar a trabalhar arduamente para os Bombeiros de Esmoriz e para o socorro das populações, mas os Bombeiros confiam que não serão abandonados.


Gabinete de Comunicação BV Esmoriz

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 19:49


Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031




Tags

mais tags