Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Domingo, 26.06.11

Miranda do Corvo: Arderam 30 Hectares de Floresta

Um incêndio esteve ontem próximo das aldeias de Vale de Marelo e Gaiate, Miranda do Corvo, e chegou a ter cinco frentes activas.

Em três horas, as chamas ficaram
dominadas, seguindo-se a total
extinção e o rescaldo
pelos bombeiros
O vento forte ajudou as chamas a propagarem-se e dificultou o trabalho dos 130 bombeiros envolvidos no combate. "Metia medo. O lume trepava pelos eucaliptos, até parecia coisa do outro mundo", descreve Zulmira Martins, de Vale de Marelo, que viu as chamas chegarem a 400 metros da sua casa.
O incêndio deflagrou às 15h57 e chegou a ter cinco frentes activas, o que, segundo o comandante-adjunto distrital de operações de socorro, Fernando Pimenta, se explica pelas projecções causadas pelo vento leste que se fazia sentir. "Era uma força de fogo que até assobiava", recorda Armindo Santos, morador em Gaiate. Carlos Amaral, 2º comandante dos Bombeiros de Miranda do Corvo, admite que no início foi "assustador, sobretudo devido ao vento".
As chamas consumiram 30 hectares de eucalipto, pinheiro e mato. No combate estiveram envolvidas várias corporações, tendo sido accionados três meios aéreos. Os bombeiros continuaram durante a noite em vigilância.
Ontem foi o pior dia do ano, com 245 ocorrências registadas até às 21h30 pela Autoridade Nacional de Protecção Civil. Em comparação com o mês de Junho do ano passado, já houve este ano mais 670 incêndios florestais do que em 2010 e ainda faltam quatro dias para o mês terminar.
Desde quarta-feira, com a subida das temperaturas até aos 40 graus nalgumas cidades, o número de ocorrências ultrapassou a centena, atingindo as 160 na quinta-feira e as 236 na sexta-feira.

PEDIDO REFORÇO DE DISPOSITIVO

"O dispositivo de combate a incêndios florestais, este ano, terá de ser reforçado. O número de incêndios, até esta altura, já ultrapassa o registado em 2003", diz José Figueiredo, comandante dos Bombeiros Voluntários do Barreiro, que ontem comemoraram 80 anos de vida. Atendendo à actual crise que o País atravessa, houve vários cortes no investimento na Protecção Civil. Dentro das grandes prioridades da corporação está a frota de viaturas "que temos vindo a renovar desde há cinco anos". Anónimos têm oferecido viaturas "dão metade do valor e o resto pagamos nós, através de empréstimos", revela José Figueiredo. As comemorações do 80º aniversário da corporação prosseguem hoje com condecorações da Liga Portuguesa de Bombeiros Voluntários e atribuição de louvores.

ALERTA PARA 'BOMBA' PRONTA A DEFLAGRAR

A mancha verde que ocupa 80 por cento do território do concelho de Mação "é uma bomba-relógio que pode deflagrar a qualquer minuto", disse ontem o comandante dos bombeiros, Pedro Jana, adiantando que a carga combustível acumulada "é pior" do que a verificada nos grandes incêndios de 2003 e 2005. Em muitas zonas "nem um animal lá consegue entrar".

por Paula Gonçalves/Isabel Jordão
fonte: CM

O primeiro grande incêndio florestal do ano deixou ontem Miranda do Corvo em alerta






fonte: RTP

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 11:56



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2011

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930




Tags

mais tags