Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Sábado, 15.12.12

Sindicato exige inspecção aos bombeiros de Abrantes

O Sindicato Nacional dos Bombeiros Profissionais (SNBP) solicitou formalmente à Inspecção Geral de Finanças e à Inspecção Geral das Autarquias Locais a realização de acções inspectivas na Câmara de Abrantes, denunciando alegadas "irregularidades muito graves" na gestão do corpo de bombeiros municipais.

"Ou estamos num país do terceiro mundo ou não se consegue entender como se mantêm várias situações gravíssimas a que a Câmara tem dado cobertura", disse à Rede Regional o presidente do SNBP, Sérgio Carvalho, que nas últimas semanas reuniu com todas as forças políticas de Abrantes, tendo-lhes deixado cópias da documentação que já seguiu para análise destas duas entidades inspectivas.

Uma das questões mais graves, segundo o sindicato, está relacionada com o protocolo operacional que a Câmara de Abrantes estabeleceu em Maio com a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Constância (AHBVC), ao abrigo do qual a autarquia tem transferido mensalmente verbas que nunca foram inferiores a sete mil euros.

Mediante as informações que recolheu, o SNBP suspeita que este dinheiro está a ser devolvido sob a forma de compensações monetárias a bombeiros que prestam serviço em regime de voluntariado, pago à hora, um procedimento que já tinha sido declarado irregular pela IGAL, que, numa inspecção ordinária de 2010, concluiu que se tratava de uma despesa sem suporte legal e mandou corrigir.

"Parece-nos um esquema de engenharia financeira que a Câmara engendrou para contornar a lei e continuar a fazer o que a IGAL lhe tinha proibido", afirma Sérgio Carvalho, explicando que esta situação "prefigurará talvez um caso de polícia que o sindicato quer ver investigado".

Segundo Sérgio Carvalho, com este expediente, há bombeiros voluntários (na sua maioria afectos à carreira de assistente operacional do município, a quem o comando recorre para colmatar irregularmente a falta de efectivos) com um vencimento mensal muito superior àquilo que aufere um bombeiro profissional de carreira.

Entre as restantes situações irregulares denunciadas pelo SNBP, estão questões relacionadas com a falta de preenchimento das vagas no quadro de bombeiros profissionais, falta de cumprimento de horários de trabalho, e mesmo a existência de pressões superiores para obrigar os bombeiros do município a fazer serviços na escala do voluntariado, entre outras.
 
 
por Rede Regional

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Diário de um Bombeiro às 11:03


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031




Tags

mais tags