Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Domingo, 18.12.11

Corporações admitem despedir bombeiros

Algueirão-Mem Martins e de Agualva-Cacém.
Segundo adiantou à agência Lusa o comandante dos bombeiros de Algueirão-Mem Martins, Joaquim Leonardo, dos 14 bombeiros que se encontram no serviço de transporte de doentes, 10 vão perder o emprego até Fevereiro, entre despedimentos e a não renovação dos contratos.

"É impossível continuar com o transporte de doentes porque estaria a hipotecar a associação", disse.
Na corporação de Agualva-Cacém, que tem vinte mil associados, desde Novembro, altura em que entrou em vigor a alteração de regras na comparticipação deste serviço, houve "uma quebra de setenta por cento" da faturação.

"Agora, temos sete viaturas e 14 homens para este serviço. E vamos despedir 70 por cento desses homens. Chegámos ao ponto em que estamos a fazer transportes a 0,75 euros, de Agualva-Cacém para o centro de fisioterapia de Mira-Sintra", disse à Lusa Luis Silva, o presidente da direcção da associação humanitária que gere esta corporação.

As duas corporações alegam que o facto de o serviço de transporte de doentes já não contemplar o pagamento do retorno das viaturas, após a deslocação aos equipamentos de saúde, e as alterações ao pagamento dos quilómetros põem em causa a viabilidade financeira das associações de bombeiros.

As corporações de bombeiros de Agualva-Cacém e de Algueirão-Mem Martins, as maiores do concelho de Sintra, admitem avançar com despedimentos de bombeiros devido à redução da comparticipação do Estado no transporte de doentes não urgentes.

Fonte: DN

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 14:11



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2011

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031




Tags

mais tags