Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Quinta-feira, 23.06.11

LBP Pede Revisão do Modelo de Financiamento

A Liga dos Bombeiros Portugueses vai solicitar hoje uma audiência ao novo ministro da Administração Interna para lhe dar a conhecer as prioridades dos bombeiros, que vão ser debatidas no Conselho Nacional da LBP, na quinta-feira em Ourém.

A revisão do modelo do sistema e financiamento de Protecção Civil são as duas principais prioridades dos bombeiros que estarão em discussão em Ourém e que a Liga irá apresentar ao novo Governo, disse à agência Lusa o presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP).

Duarte Caldeira avançou que, durante o dia de hoje, a LBP vai solicitar uma audiência ao ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, para lhe dar a conhecer as prioridades dos bombeiros.

A primeira prioridade da LBP “transita do Governo anterior”, salientou Duarte Caldeira, ao referir que passa pela salvaguarda do regime de financiamento de Protecção Civil.

"Temos perfeita consciência das condições que o país atravessa, mas não se pode adiar mais o regime de funcionamento específico do socorro confiado a bombeiros”, disse Duarte Caldeira.

Segundo o responsável, não se trata de “injectar mais dinheiro no sistema de Protecção Civil”, mas “repensar e reafectar as verbas disponíveis”.

Para o presidente da LBP, o investimento “não é canalizado de forma a chegar aos principais agentes com responsabilidades em 80 por cento do socorro, que são os corpos de bombeiros”.

A segunda prioridade apontada por Duarte Caldeira é “reavaliar o modelo do sistema de Protecção Civil em Portugal”, anunciado no programa do novo Governo de Pedro Passos Coelho.

“O anúncio da extinção dos Governos Civis não é dramático. É uma oportunidade para reestruturar o sistema de socorro”, desafiou o dirigente.

Como? “Tornando a Protecção Civil menos pesada ao Estado”, destacou. Para Duarte Caldeira, “cabe ao Estado a coordenação e monitorização do sistema de Protecção Civil”, mas “não lhe cabe apropriar-se dos seus agentes”.

Em tempo de mudança governativa, Duarte Caldeira defende uma “profunda reflexão, não precipitada nem influenciada por critérios do poder político”, que terá de “agilizar e procurar a racionalização e simplificação da estrutura”.

Tendo em conta o fim dos Governos Civis, Duarte Caldeira admitiu que é um momento para “Portugal repensar um sistema alternativo de afectação das responsabilidades, que alguém terá de herdar”.

A solução poderá passar por criar uma estrutura intermunicipal em zonas de risco, sem perder a eficácia do socorro, uma vez que há locais, como a Serra da Estrela, que atravessam mais do que um distrito.

A LPB reúne na quinta-feira, em Ourém, em Conselho Nacional, que servirá para aprovar o programa e o regulamento do seu 41.º Congresso Nacional, que se realiza na Régua, entre 28 e 30 de outubro.

fonte: Rádio Cardal

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 12:22


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2011

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930




Tags

mais tags