Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Quarta-feira, 01.02.12

Bombeiros do Distrito ponderam despedimentos

PREÇO POR QUILÓMETRO NO TRANSPORTE DE DOENTES NÃO URGENTES JÁ NÃO COMPENSA
"Podemos chegar a um ponto em que teremos que dispensar pessoal ou chegar à rutura da instituição", diz Dâmaso Rito. Em Ródão, o fim do transporte de doentes não urgentes pode estar para breve

Estofo financeiro precisa-se. Tem sido assim com o fim do pagamento, por parte do Estado, do serviço de transporte de doentes não urgentes. Após cerca de cinco meses, altura em que a Gazeta do Interior efetuou uma primeira ronda pelas corporações de bombeiros do Distrito, pode dizer-se que a situação piorou e as preocupações aumentaram.

Na corporação de Bombeiros Voluntários de Castelo Branco já se pondera "a médio prazo" a possibilidade de "dispensar pessoal" ou acontecer uma "rutura na própria instituição". "Toda esta situação pode pôr em causa o funcionamento da corporação, porque já sentimos uma quebra, ao nível do transporte de doentes não urgentes, na ordem dos 20 por cento. Ora, se esta é a base de sustento dos bombeiros, é muito complicado olhar para o futuro", admitiu Dâmaso Rito, vice-presidente da direção da corporação.

fonte: Gazeta do Interior

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 12:49



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829




Tags

mais tags