Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Segunda-feira, 30.04.12

Simulacro no Castelo de Palmela assegurado na Festa das Vindimas



A realização do simulacro de incêndio no Castelo de Palmela no encerramento da festa das vindimas está assegurada para a próxima edição, enquanto o lançamento de fogo de artifício vai continuar a ser efetuado a partir do cine teatro S. João, à semelhança do que ocorreu no ano passado. Jorge Emídio da Silva, presidente da Associação de Festas de Palmela, admite que “o simulacro no Castelo de Palmela tem todas as condições para avançar em 2012” e adianta que “o pirotécnico encarregue do fogo de artifício na passada edição ficou arrependido por não ter realizar o simulacro em 2011, pelo que não quer repetir o erro”.


“Os problemas legais decorrentes de alguma situação de incêndio provocada pelo lançamento de fogo de artifício no Castelo de Palmela são enormes”, avança Jorge Emídio da Silva, acrescentando não haver qualquer possibilidade de prever que algo do género suceda, já que têm de ser consideradas muitas condicionantes, como o vento. Na quinquagésima edição da Festa das Vindimas, o presidente da organização admite que “associada ao título de cidade europeia do vinho, as festividades têm de ser memoráveis”.



“O título de Cidade Europeia do Vinho ajuda a organização da festa no sentido de esta já possuir um tema pré definido para o meio século de realização” mas, por outro lado “impõe uma grande responsabilidade”, afirma Jorge Emídio da Silva. “Da mesma maneira que a Festa das Vindimas ajudou o concelho de Palmela a receber a distinção, esse título vem entregar ao certame uma temática que requer muito trabalho”, prossegue.



“As expetativas para a edição deste ano da festa das vindimas são muito alta”, afirma Jorge Emídio da Silva, revelando que o financiamento para a festa das Vindimas é feito através dos apoios da Câmara Municipal de Palmela e de algumas grandes empresas da região mas, perante a crise financeira que faz reduzir os apoios, é Amílcar Malhó, dirigente da Associação de Festas de Palmela, que apela a um entendimento entre todas as associações de certames relacionados com a gastronomia e enologia do concelho. “Numa situação de crise económica que ameaça todos os setores, as organizações deviam unir-se de forma a conseguirem atrair mais patrocinadores para as festas”, afirma Amílcar Malhó.
 
Fonte: Setúbal na Rede

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 14:32



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930




Tags

mais tags