Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Quinta-feira, 17.05.12

Liga lamenta 'rude golpe' para bombeiros e doentes

O presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses lamentou hoje a publicação em Diário da República da portaria que autoriza veículos de passageiros a transportar doentes não urgentes, considerando que é um "rude golpe" para bombeiros e utentes.

Em declarações à Agência Lusa, Jaime Marta Soares afirmou que «o que vier a acontecer será responsabilidade do Ministério da Saúde», defendendo que «os doentes merecem outro tratamento».

A portaria hoje publicada, que entra em vigor no dia 1 de Junho, cria a figura de veículo de transporte simples de doentes (VTSD), destinado a doentes não urgentes, cuja situação clínica não faz prever a necessidade de cuidados de saúde durante o transporte.

«Isso não é transporte de doentes, é meter os cidadãos de qualquer maneira em carros que se podem comprar em qualquer concessionário. E à chegada ao hospital, são levados às cavalitas ou metidos numa empilhadora? Não há comparação possível com o serviço de alta qualidade e especializado prestado pelos bombeiros», argumentou.

Jaime Marta Soares considerou que, com esta medida, o governo «economiza uns euros» mas sacrifica uma «parceria essencial» que, nos últimos anos, manteve com os bombeiros portugueses, que foram investindo em equipamentos e formação de recursos humanos.

«Infelizmente, o governo esqueceu-se disso tudo», e agora abriu a porta a que os doentes sejam transportados, «sem qualquer rigor e garantias de qualidade», reiterou.

Mesmo com muitas corporações «a vender equipamentos» e em situação de «falência técnica», os bombeiros «continuarão a fazer tudo, até a inventar, para servir as suas comunidades, porque nasceram a partir delas», salientou.

O Governo considera que, face às características apontadas, o VSTD tem associado «um custo mais reduzido para o SNS e também para os doentes que não beneficiem de transporte, com encargos, total ou parcialmente, cobertos pelo SNS».

O recurso a ambulâncias de transporte individual deve ser justificado pelo médico assistente, refere a portaria, adiantando que este regime já é praticado em diversos países europeus.

por Lusa/SOL

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 09:27


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2012

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031




Tags

mais tags