Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Sábado, 02.07.11

No Dia Nacional dos Bombeiros, Agentes do Rio Preparam Nova Manifestação

RIO DE JANEIRO (O REPÓRTER) - Sábado, 2 de julho, Dia Nacional dos Bombeiros. Esse ano, no entanto, não há motivos para comemorações no território Fluminense. A data será mais um capítulo no recente histórico de manifestações em busca de melhoras condições de vida dos profissionais cariocas.

Agentes de todo o estado estão preparando mais um protesto, que acontecerá em Copacabana, às 9h, em frente ao Hotel Copacabana Palace. Através de uma nota no blog do movimento, os bombeiros prometeram uma novidade:
"Estamos preparando uma surpresa para este sábado. Para isso, precisamos que todos os militares levem suas camisetas vermelhas do SOS. As camisas serão usadas em uma grande demonstração que a ONG Rio de Paz está nos ajudando a preparar”, diz o texto.

Nessa sexta-feira (1º), bombeiros que ficaram no Rio lotaram as escadarias da Alerj para recepcionar os manifestantes que chegaram de Brasília. O grupo de cerca de 400 agentes foi à capital federal a fim de reivindicar anistia criminal pela invasão do quartel central, no dia 3 de junho. Além disso, eles pedem a aprovação da proposta de emenda à Constituição 300, que cria um piso salarial nacional para os bombeiros e policiais militares de todo o país. O grupo chegou vitorioso. A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou nessa quinta (30) a anistia criminal dos 439 profissionais que foram presos pelo crime de motim. A proposta segue agora para o Senado. Depois de aprovada pelos senadores, precisa ser sancionada pela presidenta Dilma Rousseff.

Entenda a Crise nos Bombeiros:

Dia 3 de junho - Os bombeiros que fazem manifestação por melhores salários e condições de trabalho invadiram o quartel central da corporação. Eles pedem um salário básico de R$ 2 mil líquidos, fim das gratificações, vale transporte e melhores condições de trabalho.

Dia 4 de junho - Policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar invadiram o quartel central que estava ocupado por mais de 2.000 bombeiros. Os homens do Bope usaram bombas de efeito moral e gás lacrimogênio para entrar no quartel. 439 manifestantes são presos. Governador Sérgio Cabral exonerou o então comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Pedro Machado e chamou os bombeiros que participaram na invasão de vândalos.

Dia 11 de Junho - Os 439 bombeiros detidos deixam a prisão. Os manifestante sãem marchando e emocionados cantam o hino na corporaçãa, enquanto são aplaudidos pela população.

Dia 24 de Junho - Os bombeiros se reunirampara doar sangue como forma de agradecimento à aprovação  no Senado do projeto de anistia.

Dia 28 de Junho - A Alerj (Assembleia Legislativa do Rio) aprova o projeto de lei que concede a anistia administrativa aos bombeiros e aos dois policiais militares que foram presos após a invasão ao quartel central durante manifestação no dia 4 de junho. No total, 50 deputados assinaram a favor dos militares. Os manifestantes eles ainda corriam o risco de serem punidos administrativamente. Com a anistia, os bombeiros e policiais militares não serão exonerados do cargo.

Dia 29 de Junho - O governador do Rio, Sérgio Cabral admiti que errou ao chamar de vândalos. Em entrevista à Rádio CBN Cabral também disse ser a favor da anistia do processo administrativo aprovada por unanimidade na Alerj. "Faltou diálogo com o movimento e eles erraram com a invasão. Errei quando chamei de vândalos. Alguns líderes erraram com a ação abrupta de levar mulheres e crianças para a manifestação. Estou fazendo meu mea-culpa. Acho que a anistia vai ao encontro desse desarmamento de espírito" desabafou o governador. No mesmo dia ele sancionou o projeto de lei que concede anistia administrativa aos bombeiros presos pela invasão.

Dia 30 de Junho - A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprova a anistia criminal. A proposta aprovada é a do presidente da Comissão de Segurança Pública, Mendonça Prado (DEM-SE), e segue para a decisão do Senado. Depois de aprovada pelos senadores, precisa ser sancionada pela presidenta Dilma Rousseff.

*Edição: Ralph Guichard
fonte: O Reporter

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 09:55



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2011

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31




Tags

mais tags