Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Quarta-feira, 05.01.11

Nuvens Taparam em Portugal Primeiro Eclipse Parcial Solar de 2011

O primeiro eclipse parcial do Sol deste ano ocorreu esta terça-feira de manhã mas, apesar de poder ser observado na Europa, não foi visível em Portugal devido à previsão de nebulosidade, segundo o Instituto de Meteorologia.

Pescador observa o eclipse na praia de Guadalmar em Espanha.[Jon Nazca/Reuters]
Eclipse parcial do Sol observado junto a uma estátua no Teatro Nacional, em Sófia, Bulgária.[Stoyan Nenov/Reuters]
Apesar de em Portugal o eclipse não ser ainda visível, na Alemanha o Sol aparece parcialmente coberto [Foto: Michaela Rehle/Reuters]
Um homem olha para o eclipse solar sobre a Roménia, em Bucareste. [Bogdan Cristel/Reuters]
 Em Portugal, o eclipse seria visível no Continente e na Região Autónoma da Madeira se as condições meteorológicas fossem favoráveis. Contudo, segundo o Instituto de Meteorologia, a previsão para terça-feira de manhã aponta para céu "muito nublado" em Portugal Continental e "nuvens altas" na Madeira, pelo que o eclipse não foi visível.

O Sol nasce em Portugal com o eclipse a decorrer - com o relógio a marcar 07h55 em Lisboa e 08h10 na Madeira. Se as condições do tempo o permitissem, o eclipse seria visível em Lisboa durante quase uma hora e no arquipélago da Madeira cerca de 20 minutos, de acordo com o Observatório Astronómico de Lisboa.

O eclipse parcial do Sol, que pode vir a ser observado na Europa, sobretudo de Leste, no Norte de África, no Médio Oriente e na Ásia Ocidental, é um fenómeno astronómico em que somente uma parte do Sol é ocultada pelo disco lunar.

O eclipse começou às 6h40 e terminou às 11h00 (hora de Portugal). No pico do eclipse, na zona que abrange o território, o Sol ficou tapado entre os 40 e os 60 por cento. A região da Escandinávia e da Rússia sentiu o máximo do fenómeno. O centro de África e grande parte da Ásia também puderam observar o eclipse.
Mais três eclipses parciais

Tal sucede, segundo o Observatório, quando a Lua, em fase de Lua Nova, passa nos seus nodos ou na proximidade destes. Este ano ocorrerão mais três eclipses parciais do Sol, a 1 de Junho, 1 de Julho e 25 de Novembro. O primeiro poderá ser observado na Ásia, América do Norte e Islândia. O segundo e o terceiro terão menos assistência, já que se situam no pólo Sul. Nenhum destes três eclipses vai ser total.

Este ano vão registar-se também dois eclipses lunares, mas Portugal só vai conseguir ver o primeiro, quando a Terra tapar a luz do Sol que bate no satélite. O eclipse será dia 15 de Junho durante o nascimento da Lua, entre as 19h22 e as 23h22 (hora de Portugal). Parte do eclipse vai ser mais difícil de observar porque em Junho o Sol põe-se mais tarde.

Portugal vai perder o segundo eclipse da Lua por pouco. Dia 10 de Dezembro a Lua vai esconder-se entre as 11h33 e as 17h30 (hora de Portugal), desde a América do Norte, até à parte Ocidental da Europa. Mas quando chegar a Portugal, por volta das 17h30, já a Lua está a sair da zona de penumbra. É a Ásia que vai ter oportunidade de ver o fenómeno na sua totalidade.

Em 2012 o número de eclipses vai decrescer, serão dois solares e dois lunares.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 10:28


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2011

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031




Tags

mais tags