Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Quinta-feira, 23.06.11

ALERTA AMARELO - DECIF - Aumento do Perigo de Incêndio Florestal e Calor Intenso

A Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) determinou a passagem ao Estado de Alerta Especial NÍVEL AMARELO do Dispositivo Especial de Combate aos Incêndios Florestais (DECIF), entre as 12h00 de hoje, dia 23 de Junho, e as 20h00 do dia 27 de Junho.

De acordo com a informação actualizada pelo Instituto de Meteorologia (IM) para os próximos dias, salienta-se o seguinte:
Hoje, dia 23 de Junho, registar-se-á ausência de precipitação, temperatura máxima próxima de 30 ºC, humidade relativa do ar inferior a 30% nas regiões do Interior e no sotavento Algarvio e vento do quadrante norte/ noroeste por vezes forte (até 40 km/h) durante a tarde no litoral oeste a sul do cabo Mondego.
A partir de sexta-feira (24 de Junho) e pelo menos até segunda-feira (27 de Junho), o IM prevê, para todo o território continental, uma subida acentuada da temperatura (máxima próxima de 40 ºC e mínima superior a 20 ºC), uma descida da humidade relativa do ar (em geral inferior a 30% e, no interior, inferior a 20%), e vento em geral fraco do quadrante Leste (de intensidade moderada, até 30 km/h, no Algarve no Sábado).
Face ao acima exposto, é expectável que nos próximos dias o perigo de incêndio florestal e o número de ocorrências relacionadas tenha tendência para aumentar.
Em função da previsão da evolução das condições meteorológicas é expectável:
·         Tempo quente e seco com o consequente aumento das condições favoráveis à progressão de eventuais incêndios florestais;
·         Calor intenso com o consequente aumento dos efeitos adversos daí decorrentes na saúde pública considerando que se trata de um primeiro acréscimo significativo de temperatura.
A ANPC recorda que, de acordo com as disposições legais em vigor, para o locais onde o índice de risco temporal de incêndio seja superior ao nível ELEVADO, não é permitido (a):
·         Realização de queimadas, nem de fogueiras para recreio ou lazer, ou para confecção de alimentos;
·         Utilização de equipamentos de queima e de combustão destinados à iluminação ou à confecção de alimentos;
·         Queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração;
·         O lançamento de balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes;
·         Fumar ou fazer lume de qualquer tipo nos espaços florestais e vias que os circundem;
·         A fumigação ou desinfestação em apiários com fumigadores que não estejam equipados com dispositivos de retenção de faúlhas.
A ANPC recomenda a adequação dos comportamentos e atitudes face à situação de perigo de incêndio florestal, nomeadamente com a adopção das necessárias medidas de prevenção e precaução, observando as proibições acima expressas e tomando especial atenção à evolução do perigo de incêndio para os próximos dias, disponível nos sites da ANPC e do Instituto de Meteorologia, junto dos Gabinetes Técnicos Florestais das Câmaras Municipais e dos Corpos de Bombeiros.
Tendo em conta a situação meteorológica, é também possível a afectação de grupos populacionais mais vulneráveis (idosos e crianças, sem-abrigo e doentes do foro cardio-respiratório) devido ao calor, pelo que se recomenda a observação e divulgação das principais medidas de auto protecção para estas situações:
·         Beba água com regularidade ou sumos de fruta natural sem adição de açúcar;
·         Evite bebidas alcoólicas e com elevados teores de açúcar;
·         As pessoas que sofram de doença crónica, ou que estejam a fazer uma dieta com pouco sal, ou com restrições de líquidos, devem aconselhar-se junto do seu médico;
·         Os recém-nascidos, as crianças, as pessoas idosas e as pessoas doentes, podem não sentir, ou não manifestar sede, pelo que estão particularmente vulneráveis – ofereça-lhes água e esteja atento;
·         Evite fazer actividades que exijam muito esforço físico, particularmente nos períodos de maior calor;
·         Se viajar de carro, escolha horas de menor calor. Não permita que pessoas (especialmente crianças e idosos) e/ou animais fiquem dentro da viatura ao sol;
·         Nas praias, evite a exposição ao sol no período entre as 11h00 e as 17h00.
·         Quando estiver no exterior, aplique protector solar várias vezes ao dia, com factor de protecção igual ou superior a 30.
·         Esteja atento a pessoas mais vulneráveis, especialmente crianças e idosos.
Todos estes cenários podem ser prevenidos se, atempadamente, forem tomadas medidas que anulem ou minimizem os seus efeitos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 12:51



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2011

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930




Tags

mais tags