Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Quarta-feira, 08.02.12

Manuel Filipe Serralva é o médico com mais horas em emergência médica em Portugal

"Já cheguei a ter 14 empregos ao mesmo tempo. Trabalhava sete dias e sete noites por semana". Foi desta forma que começou a conversa com Manuel Filipe Serralva, um médico de 38 anos que garante que é a pessoa com mais horas de emergência médica em Portugal.

"Cheguei a fazer três helicópteros do INEM e quatro Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação (VMER) ao mesmo tempo e em todo o país. E ainda acumulava com o trabalho nos circuitos motorizados", diz para sustentar o título.

Hoje, o ritmo é um pouco mais baixo, mas Serralva, nome pelo qual gosta de ser tratado, continua a ser um profissional pouco menos que incansável, seja sentado na VMER do Vale do Sousa ou num dos dois helicópteros sedeados em Baltar, Paredes, e Macedo de Cavaleiros.

A isto ainda junta a presidência da Associação de Emergência Médica de Portugal, instituição sem fins lucrativos que, através da formação, procura fomentar e desenvolver a emergência médica em Portugal. "A emergência médica é a minha paixão", resume.
Prestou serviço em três helicópteros do INEM e quatro VMER ao mesmo tempo

O percurso de Manuel Filipe Serralva começou em 2000, quando concluiu a licenciatura em Medicina, na Universidade de Lisboa. Depois mudou-se para as Caldas da Rainha e passou, pela primeira vez, pelo Centro Hospitalar do Vale do Sousa, onde cumpriu a valência de Ginecologia/Obstetrícia e Pediatria. Apesar de estar a conhecer as várias valências médicas, a intenção do então jovem médico era apenas uma: a emergência médica. "Mesmo durante a licenciatura, a emergência médica sempre foi o meu objectivo. Acho que é por ser uma especialidade médica mais interventiva e em que podemos salvar uma vida em segundos", explica.

E foi com esta paixão que completou o curso de médico de VMER para poder integrar a equipa que actuava nas Caldas da Rainha. Nos anos que seguiram, o carro amarelo e azul passou a ser a sua "casa", tal era a quantidade de horas que passava no banco do pendura deste meio que responde a situações médicas urgente.

Serralva chegou a acumular serviço nas VMER de Caldas da Rainha, de Torres Vedras, do Hospital Santo António, no Porto, e no Hospital Padre Américo, em Penafiel.

Nesta altura, também já era médico do serviço de helitransporte do INEM, função que começou a exercer em 2005. O helicóptero estacionado no Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos, foi o primeiro em que trabalhou, mas actualmente também é um dos médicos de serviço no helicóptero destacado em Macedo de Cavaleiros.
Casamento trouxe-o para Penafiel

A ligação ao Vale do Sousa e ao Hospital Padre Américo já vem, como se viu, de longe. Porém, foi o amor que levou Manuel Filipe Serralva a fixar-se na região. O casamento com Susana fez com que o médico passasse a viver em Guilhufe, Penafiel.

Os dois filhos que se seguiram obrigaram, por sua vez, a que o ritmo de vida seja, por agora, um pouco mais lento. Por isso, Manuel Filipe Serralva suspendeu o trabalho no Hospital Santo António, onde estava colocado no Serviço de Cuidados Intensivos, para se poder dedicar a projectos que, entretanto, foram surgindo. Entre eles está a já referida Associação de Emergência Médica de Portugal, responsável pela organização "do maior congresso sobre emergência médica em Portugal". "Foram realizados 21 cursos", sustenta.

Uma empresa privada que disponibiliza serviços médicos e a formação são outras áreas que ocupam o dia-a-dia do médico. "Ao todo, tenho 450 colaboradores a trabalhar comigo" diz.
Depois de delinear Plano de Catástrofe do Estádio do Dragão
Escolhido para consultor do Mundial de Futebol de 2014

Manuel Filipe Serralva é o mentor do Plano de Catástrofe e de Situações de Excepção do Estádio do Dragão. "Ao nível de clubes não há nada igual em Portugal. Em cada jogo temos 60 profissionais em acção, nomeadamente cinco médicos, nove enfermeiros e 40 socorristas", descreve.

A ideia para este projecto surgiu-lhe por ser um portista inveterado, mas também por ter encontrado nos dirigentes do FC Porto "uma grande sensibilidade para as questões da segurança". "O modelo é inspirado no do Manchester United", revela.

O trabalho feito no Dragão levou a que fosse convidado para ser consultor da comissão organizadora do Mundial de Futebol de 2014, que se vai realizar no Brasil. "Tenho lá ido de dois em dois meses. Dou formação a médicos e enfermeiros na área de catástrofes intra e extra hospitalar", evidencia.

Serralva é ainda, desde 2005, médico do Santa Clara, clube dos Açores que disputa a II Liga. "Faço todos os jogos disputados no continente", refere.

Ainda no desporto, Serralva participou em grandes eventos como foram a Race of Champions, a 8ª etapa do Red Bull Air Race, o Rally de Portugal, em 2007, ou o Campeonato Europeu de Futebol sub-21.

Os campeonatos nacionais da Federação Nacional de Karaté Shotokan, modalidade que praticou durante dez anos, e as principais competições motorizadas realizadas em Portugal também contam com a sua participação.
Trabalho em Timor-Leste valeu louvor da GNR

2007 foi ano de uma nova experiência para Manuel Filipe Serralva. Convidado pelo director dos Serviços Médicos do INEM, o médico integrou o primeiro contingente da GNR em Timor – Leste. "Estive lá dois meses e, para além de acompanhar os 220 militares, a minha equipa, voluntariou-se para trabalhar em emergência pré-hospitalar junto da comunidade timorense", refere.

A ideia, explica, passava por acudir a situações de emergência, como acidentes rodoviários, sempre que houvesse feridos. "Utilizámos um carro da GNR, que funcionava como uma VMER", recorda.

Nas horas livres, Manuel Filipe Serralva prestava ainda cuidados de saúde aos funcionários da embaixada de Portugal e às dezenas de professores portugueses que estavam deslocadas naquele país. "Este trabalho fez com que fossemos a única equipa completa do INEM a receber um louvor da GNR", destaca.
Manuel Filipe Serralva Alves
38 anos
Natural de Argoncilhe
Residente em Guilhufe, Penafiel
Casado
Dois filhos

Funções exercidas
- Consultor na área da Emergência Médica da organização do Mundial de Futebol no Brasil
- Coordenador da VMER de Torres Vedras
- Médico especialista de Medicina Interna no Serviço de Cuidados Intensivos
- Assessor do Conselho Directivo do INEM
- Consultor para a implementação de soluções na área da informática médica adaptadas aos fluxos de gestão de doentes nos serviços de Urgência
- Médico do Serviço de Helitransporte de Emergência Médica do INEM
- Chefe da 13ª equipa médica do INEM em Timor
- Coordenador da assistência médica nos campeonatos nacionais da Federação Nacional de Karaté Shotokan
- Responsável pelo serviço de assistência médica a espectadores e jogadores nos jogos realizados no Estádio do Dragão
- Médico da equipa de intervenção rápida de emergência do Autódromo do Estoril
- Médico da equipa sénior do Santa Clara, dos Açores
- Coordenador da equipa médica da Race of Champions, no Estádio do Dragão
- Coordenador da equipa médica da Festa Non-Stop da Fundação de Serralves
- Coordenador do Festival Panda, no Estádio do Dragão
- Médico no Rock in Rio, em Lisboa
- Médico na 8ª etapa do Red Bull Air Race, que se realizou no Porto
- Médico no Rally de Portugal, em 2007
- Médico no Campeonato Europeu de Futebol sub-21, de 2007

Fonte : http://www.verdadeiroolhar.pt/materias.php?id=20926&secao=penafiel

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Diário de um Bombeiro às 19:23


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829




Tags

mais tags