Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Segunda-feira, 13.02.12

Vieira do Minho: Bombeiros podem ter de despedir pessoal

O presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vieira do Minho (AHBVVM) admitiu ontem a possibilidade da direcção ter de despedir pessoal e alienar património, para fazer face às dificuldades financeiras da corporação.

Fernando Dalot falava à margem das comemorações dos 72 anos da AHBVV, que decorreram ontem de manhã.
“As receitas para modernizar a frota estão comprometidas devido à falta de dinheiro. Possivelmente vamos ter de alienar viaturas e, se calhar, despedir pessoal”, afirmou Fernando Dalot.

O mesmo responsável lamentou a quebra de receitas obtidas com o transporte de doentes, e referiu que “antigamente transportávamos 30 a 40 doentes por dia e agora não transportamos ninguém”, desabafou.

Outra das dificuldades tem a ver com o novo quartel, até por-que o actual já não serve.
Dalot explicou que o actual quartel é frio no Inverno e muito quente no Verão, pelo que “o pessoal não quer pernoitar aqui”.

Jorge Dantas, presidente da Câmara Municipal de Vieira do Minho espera poder apresentar, durante o primeiro semestre deste ano, uma nova candidatura no âmbito do Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN) para a construção de um novo quartel de bombeiros na vila. Jorge Dantas referiu mesmo que “abrindo as candidaturas do QREN estamos na primeira linha para apresentar o projecto. Isso deve acontecer no primeiro semestre de 2012”.
Em relação aos festejos de aniversário, o ponto alto foi a benção de um veículo tanque de grande capacidade, apadrinhado pelos bombeiros do corpo activo de Vieira do Minho

Ajuda às populações

Com capacidade para 17 mil litros de água, a nova viatura destina-se, essencialmente ao combate aos incêndios, mas vai também dar uma ajuda no abastecimento de águas às freguesias do concelho.
“Esta viatura vem superar dificuldades dos bombeiros mas também do concelho porque vai dar apoio ao abastecimento de água às populações”, referiu o autarca vieirense.

A viatura custou cerca de 16 mil euros, tendo sido adquirida pela AHBVVM. Três associações de Vieira do Minho (CAVA, BTT Brancelhe e Pedalar Vieira) juntaram 450 euros, dinheiro que foi aplicado na adaptação de uma moto bomba, à viatura que foi benzida ontem.
A sessão solene incluiu, ainda atribuição de medalhas de assiduidade a vários elementos da corporação. A título póstumo foi entregue uma medalha ao chefe Luis Ribeiro falecido recentemente.
 
 
por Miguel Viana
fonte: Correio do Minho

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 12:52


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829




Tags

mais tags