Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Sexta-feira, 02.09.11

“O meu marido ficou preso e agora está a morrer”

Carlos Alberto Carvalho ficou soterrado sob
os escombros da casa onde vivia com a mulher,
Maria da Conceição (na foto),
e a filha de nove anos.
Está internado, em coma induzido,
devido aos ferimentos graves
"Primeiro caiu a parede do pátio e logo a seguir a parede da casa. Ouvi a menina aos gritos lá dentro. Ela quase ficou lá de baixo. Corri e peguei nela, mas o meu marido não conseguiu fugir. Ficou preso e agora está quase a morrer". É desta forma que Maria da Conceição Carvalho, 44 anos, relata a derrocada que "por milagre" não a deixou soterrada juntamente com a filha de nove anos sob toneladas de escombros na travessa do Tarujo, em Campolide, Lisboa, ontem à tarde. 

A mesma sorte não protegeu o marido Carlos Alberto Carvalho, 50 anos, que ontem à noite estava internado no Hospital de São José, em coma induzido, com as duas pernas partidas, um pulmão perfurado, dois dedos do pé amputados e inúmeras escoriações.
A tragédia ocorreu pelas 15h00 de ontem. Maria da Conceição estava no pátio com Carlos quando a parede do armazém contíguo ruiu. Mais próxima da única saída possível – a casa fica num beco estreito onde as restantes habitações estão também em elevado estado de degradação –, Maria conseguiu pegar na pequena Catarina e escapar por centímetros à segunda derrocada: a da parede e do telhado da casa onde a família vivia. Carlos não teve a mesma sorte e ficou com metade do corpo soterrada. Foi resgatado pelos vizinhos mais próximos, que correram para ajudar a libertar Carlos das pedras que o prendiam.
A casa, propriedade da irmã de Carlos, ficou totalmente inabitável. Mãe e filha pernoitaram em casa de amigos.


fonte: CM

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 13:51


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2011

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930




Tags

mais tags