Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Segunda-feira, 23.05.11

Pressionando a Direção para Encontrar um Novo Dirigente: Comandante dos Bombeiros de Ponta Delgada Pede a sua Passagem ao Quadro de Honra

24609_1250239060O comandante da Corporação dos Bombeiros de Ponta Delgada, João Ferreira de Melo, entregou na última semana à direção dos Bombeiros o pedido de passagem ao quadro de honra da instituição, manifestando, assim, a sua indisponibilidade para continuar no cargo por muito mais tempo do que o estritamente necessário para que a direção escolha um novo comandante para exercer as funções que desempenha atualmente.
 
Em declarações ao Correio dos Açores, João Ferreira de Melo disse que não foi entregue um pedido de demissão do cargo, como circula, mas sim a sua passagem ao quadro de honra como já estava previamente decidido. E esse pedido foi feito por escrito dada a demora que a direção da Associação de Bombeiros de Ponta Delgada está a levar na escolha do novo comandante, quando já foram entregues três candidaturas ao cargo, cujo prazo terminou a 15 de Março.
 
O atual comandante diz que com o seu pedido a direção terá o tempo necessário para fazer a sua escolha, embora seja de opinião de que o mesmo já devia ter sido escolhido. Recorde-se que ao lugar de João Ferreira de Melo estão a candidatar-se Emanuel Sousa, atual segundo comandante, Paulo Medeiros, atual chefe, e Eduardo Medeiros, atual sub-chefe.
 
Em tempos de crise e aproximando-se as festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres circulavam rumores de que os bombeiros da Corporação de Ponta Delgada não iam integrar a procissão por não haver verbas para adquirir fardamento e que alguns bombeiros estariam a fazer alguns serviços com ténis por haver falta de bota e respectiva farda. Ainda ontem havia um quarteleiro de serviço a desempenhar as suas funções fardado mas a trabalhar de sapatilhas, disse-nos uma fonte dos bombeiros de Ponta Delgada.
 
Contudo, mesmo perante esta evidência João Ferreira de Melo garantiu ao Correio dos Açores que realmente os Bombeiros estão a viver uma época de contenção, “o que com isso quero dizer é que não há fardas e botas em armazém para equipar todos os bombeiros – cerca de 150 - mas não há nenhum bombeiro que esteja a trabalhar de ténis”, garantindo que “na última semana já foi encomendado fardamento à Liga Portuguesa de Bombeiros e este material deve estar a chegar, pois normalmente leva cerca de dez dias”.
 
Quando questionado se a equipa que ainda comanda está a trabalhar com falta de meios, o atual comandante diz que “tudo o que é necessário para trabalhar temos”.

por Nélia Câmara
fonte: Correio dos Açores

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 19:30


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2011

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031




Tags

mais tags