Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Segunda-feira, 03.01.11

Assim Vai o País - Quis matar-se com motosserra e feriu mulher, filho e cunhada

Um homem, de 60 anos, feriu com alguma gravidade a mulher, a cunhada e o filho, que tentavam impedir que ele se matasse com uma motosserra, em Fafe. O indivíduo saiu há dois anos da cadeia, onde esteve preso pelo crime de pedofilia e também ficou ferido.
"O cenário que aqui encontrei era horrível". Foi assim que um vizinho comentou o que viu quando chegou a casa, cerca das 19 horas de ontem, alertado pela filha para o que se estava a passar.
"A minha filha telefonou-me a dizer que o vizinho se queria matar e já havia pessoas feridas. Quando cheguei já vi as senhoras todas cortadas, cheias de sangue, e a motosserra no passeio. Foi incrível", contou, ao JN.
Segundo apuramos, cerca das 19 horas de ontem, um homem, a rondar os 60 anos, estava com uma motosserra na mão com intenções claras de suicídio. Já antes, teria tentado dar um tiro na cabeça mas a pistola não funcionou.
Depois, foi buscar a motosserra e terá dito: "Vão ver como morre um herói". Foi aí que a mulher e a cunhada, que vivem no mesmo agregado familiar, tentaram demovê-lo dessa intenção e ter-se-ão envolvido em luta, no chão, com a motosserra em funcionamento. O filho, maior de idade, que também vive na casa, ficou igualmente ferido.
No local estiveram três ambulâncias dos Bombeiros Voluntários de Fafe e ainda a ambulância de Suporte Imediato de Vida do INEM.
Dos quatro feridos só três foram transportados para a Unidade de Guimarães do Centro Hospitalar do Alto Ave. A mulher com ferimentos numa perna, a cunhada ferida com alguma gravidade na mão e no braço direito,  enquanto o próprio agressor também apresentava ferimentos graves na perna esquerda. Já o filho foi assistido no local pela equipa de bombeiros a um pequeno ferimento na perna e não teve de receber tratamento hospitalar.
O agressor tem antecedentes criminais; cumpriu uma pena de seis anos por um crime de pedofilia. Há cerca de dois anos que está em liberdade e é bem visto por moradores do Bairro do Sol Poente, em Fafe.
"Nunca o ouvi fazer barulho e a mim nunca me incomodou", garantiu um dos vizinhos, que também elogiou o comportamento das duas mulheres que com ele habitam. "São muito educadas e simpáticas. Não há que dizer nenhum mal delas", assumiu.
Contudo, outros testemunhos apontam para um homem "que é visto de manhã a sair de casa para ir trabalhar" e que nunca ganhará em pleno a confiança de outros moradores do Sol Poente. "A minha neta ia para a escola a pé e agora nem vai porque ficamos com medo desde que foi condenado pelo crime que foi", confessou outra moradora.
A GNR de Fafe esteve no local e apreendeu uma pistola, encontrada na posse de uma vizinha.
Depois de curado no ferimento da perna, o agressor deverá ser encaminhado para o serviço de psiquiatria para avaliação do seu estado de saúde mental.

in: JN

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 09:12



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2011

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031




Tags

mais tags