Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Sábado, 01.10.11

Comissão de Festas de Marinhais Apoia Bombeiros de Salvaterra

A Comissão de Festas de Marinhais entregou 25 pares de botas de combate a incêndios urbanos aos bombeiros voluntários de Salvaterra de Magos, no domingo, 25 de Setembro, durante o habitual almoço de confraternização e agradecimento aos voluntários e colaboradores que deram o seu apoio à realização das festas de São Miguel Arcanjo.

A edição dos festejos de 2011 saldou-se num lucro de cerca de 43 mil euros, o que permitiu à comissão de festas atribuir esta ajuda aos bombeiros, no valor de 1.500 euros, e contribuir ainda com um subsídio de 1.000 euros para a construção da futura casa mortuária de Marinhais.

Depois de já este ano ter realizado beneficiações no interior do pavilhão da comissão de festas, a associação vai aplicar os lucros deste ano no arranjo e equipamento das cozinhas.
Durante o almoço, foi também anunciado que Marco Domingos será o juiz das festas de 2012.

Fonte: O Ribatejo

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 01:03

Sábado, 01.10.11

Serviço de Protecção Civil Abre Inquérito Por Alegada Falha a Pedido de Socorro

O presidente do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, Pedro Carvalho, mandou instaurar um inquérito aos Bombeiros Voluntários de Angra do Heroísmo, na Terceira, na sequência de uma alegada falha num pedido de socorro.

“Não recebemos qualquer queixa formal mas, pelo facto de termos sabido informalmente de uma alegada falha num pedido de socorro, decidimos instaurar um inquérito para apurar as circunstâncias”, afirmou Pedro Carvalho em declarações à Lusa.

Em causa está uma alegada demora na chegada das ambulâncias que foram chamadas, a 24 de setembro, para socorrer dois homens, de 52 e 53 anos, que terão sofrido ataques cardíacos durante a realização de uma tourada à corda no lugar do Lameirinho, em Angra do Heroísmo.

Os homens, que já chegaram mortos ao Hospital de Angra do Heroísmo, terão sido auxiliados no local por bombeiros que assistiam ao espetáculo.

Contactado pela Lusa, José Gaspar, presidente dos Bombeiros Voluntários de Angra do Heroísmo, revelou que, na altura, “todas as capacidades dos bombeiros estavam em operações devido a seis chamadas para serviços de socorro”.

“Nós possuímos apenas três tripulações para o serviço de emergência médica pré-hospitalar e, tendo recebido chamadas de emergência das freguesias de Santa Bárbara, S. Carlos e S. Mateus, mais a assistência a uma prova de rali e outra de motonáutica, as cinco ambulâncias de que dispõe a corporação estavam na estrada”, acrescentou.

Confrontada com os factos, ainda que sem queixas formais, a Protecção Civil pretende esclarecer o caso e, por isso, abriu um inquérito por ordem do seu presidente, decorrendo também outro aberto pela direção da corporação de bombeiros.

Fonte: radioatlantida.net

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 01:02

Sábado, 01.10.11

Serviço de Protecção Civil Abre Inquérito Por Alegada Falha a Pedido de Socorro

O presidente do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, Pedro Carvalho, mandou instaurar um inquérito aos Bombeiros Voluntários de Angra do Heroísmo, na Terceira, na sequência de uma alegada falha num pedido de socorro.

“Não recebemos qualquer queixa formal mas, pelo facto de termos sabido informalmente de uma alegada falha num pedido de socorro, decidimos instaurar um inquérito para apurar as circunstâncias”, afirmou Pedro Carvalho em declarações à Lusa.

Em causa está uma alegada demora na chegada das ambulâncias que foram chamadas, a 24 de setembro, para socorrer dois homens, de 52 e 53 anos, que terão sofrido ataques cardíacos durante a realização de uma tourada à corda no lugar do Lameirinho, em Angra do Heroísmo.

Os homens, que já chegaram mortos ao Hospital de Angra do Heroísmo, terão sido auxiliados no local por bombeiros que assistiam ao espetáculo.

Contactado pela Lusa, José Gaspar, presidente dos Bombeiros Voluntários de Angra do Heroísmo, revelou que, na altura, “todas as capacidades dos bombeiros estavam em operações devido a seis chamadas para serviços de socorro”.

“Nós possuímos apenas três tripulações para o serviço de emergência médica pré-hospitalar e, tendo recebido chamadas de emergência das freguesias de Santa Bárbara, S. Carlos e S. Mateus, mais a assistência a uma prova de rali e outra de motonáutica, as cinco ambulâncias de que dispõe a corporação estavam na estrada”, acrescentou.

Confrontada com os factos, ainda que sem queixas formais, a Protecção Civil pretende esclarecer o caso e, por isso, abriu um inquérito por ordem do seu presidente, decorrendo também outro aberto pela direção da corporação de bombeiros.

Fonte: radioatlantida.net

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 01:02

Sábado, 01.10.11

Contraproposta Para Manter Emergências Médicas Não Agrada Aos Bombeiros

As emergências médicas através do INEM ao serviço dos bombeiros das Caldas continuam em risco de terminar uma vez que o instituto tutelado pelo Ministério da Saúde apresentou uma contraproposta que não deve vingar no seio dos bombeiros das Caldas.


Abílio Camacho, presidente da Associação Humanitária, denunciou que o serviço de INEM dá 180 mil euros de prejuízos anuais aos bombeiros das Caldas e como tal vai rescindir o contrato, acto que já deu entrada nos serviços mas ainda não foi aceite.

Abílio Camacho considera que para continuar a manter o posto de INEM nos bombeiros deve ser atribuída mais uma ambulância, passando o INEM a pagar o dobro dos dez mil euros trimestralmente.

A direcção da Associação foi recebida pelo presidente do INEM e o seu vogal que faz de ligação com as associações de bombeiros, onde recebeu apenas como contraproposta o aumento de cinco para sete euros e meio como taxa de saída, o que é insuficiente, segundo Abílio Camacho.

O INEM refere que “o diálogo vai continuar a decorrer”, pelo que entende não dever fazer qualquer comentário.

A associação de bombeiros garante é que nenhuma pessoa deixará de ser socorrida com ou sem contrato com o INEM.

Depois desta notícia ter saído, muitas associações de bombeiros estão atentas ao desenrolar desta situação, uma vez que estão nas mesmas condições das Caldas, pelo que atrás desta poderá haver mais rescisões.

Fonte: Jornal das Caldas

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Diário de um Bombeiro às 01:00

Sábado, 01.10.11

Madeira: Centenas de Pessoas no Último Adeus a Dois Bombeiros

Largas centenas de pessoas marcaram ontem, de tarde, presença nos funerais de dois bombeiros no cemitério de São Martinho, Ulisses Mendonça, dos “Voluntários Madeirenses”, e Rui Rodrigues, mais conhecido por “bombeiro 23”, dos “Municipais do Funchal”. O primeiro veio a sucumbir num acidente de viação e o segundo vítima de doença prolongada.

Todas as corporações de bombeiros da Madeira estiveram presentes numa singela homenagem aos seus dois colegas. São recordados como exemplos numa profissão de risco e de protecção de vidas e de bens onde eram considerados como elementos polivalentes para todo o serviço, principalmente na recuperação e remodelação de viaturas pertencentes às suas corporações. O secretário regional dos Assuntos Sociais que tutela o Serviço Regional de Protecção Civil, Jardim Ramos, assim como Bruno Pereira, vereador da Câmara Municipal do Funchal que tutela a Protecção Civil Municipal, destacaram-se de entre os presentes nas cerimónias fúnebres.

O silêncio no cemitério de São Martinho perante a grande multidão traduzia o respeito pelos dois falecidos que foram ainda homenageados pelos colegas de profissão, alguns dos quais apresentaram-se fardados, transportaram as urnas até o adeus final. Sobre os caixões foram exibidas as bandeiras das respectivas corporações de bombeiros. Os corpos foram depositados no jazigo destinado aos bombeiros falecidos.

Fonte: Jornal da Madeira

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 00:55

Sábado, 01.10.11

Pulido Valente Acusa Rodeia Machado de Usar Bombeiros de Beja Para "Arremesso Político"

"Um perfeito disparate". É desta forma que o presidente da Câmara de Beja, Jorge Pulido Valente, reage às recentes críticas que lhe foram endossadas pelo presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da cidade, acusando Rodeia Machado de estar a utilizar a instituição como "arma de arremesso político".

Em entrevista publicada na edição de Outubro da revista "30 DIAS", já nas bancas, Rodeia Machado admite a possibilidade de ser candidato à Câmara bejense em 2013, ao mesmo tempo que não poupa nos reparos ao trabalho do executivo liderado por Pulido Valente, que define como "uma decepção".

Para Pulido Valente, as declarações de Rodeia Machado são "um perfeito disparate", o que leva o autarca bejense a acusar o dirigente associativo e militante do PCP de estar "a utilizar os bombeiros como arma de arremesso político-partidário contra o actual executivo", dado ser um "potencial candidato à Câmara de Beja nas próximas autárquicas".

Fonte: correioalentejo.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 00:54

Sábado, 01.10.11

Comunicado LBP: Ministro da Saúde Não Ouve os Bombeiros

A Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) lamenta que o ministro da Saúde não tenha ainda podido reunir-se com esta Confederação, não obstante ter decidido recentemente restringir o acesso dos bombeiros à isenção de taxas moderadoras.

A propósito desta situação, a LBP lamenta também não ter sido ouvida, tendo tido apenas conhecimento das novas regras através da comunicação social, o que consubstancia uma lógica de facto consumado a todos os títulos indesejável.

A isenção de taxas moderadoras para os bombeiros passa a circunscrever-se apenas aos cuidados primários quando, até agora, não estabelecia qualquer limite. Esta questão incide nos bombeiros em geral mas, em particular, nos bombeiros idosos já que serão estes que naturalmente com maior necessidade e maior frequência recorrem aos serviços de saúde, nomeadamente, urgências.

A LBP reitera a necessidade urgente de diálogo com o ministro da Saúde para debater também a problemática do transporte de doentes, cuja situação tem vindo a agravar-se em todo o país, com prejuízo para a sustentabilidade das associações de bombeiros e, consequentemente, para a garantia de execução do conjunto de serviços que habitualmente prestam às populações.

Fonte: Jornal Bombeiros de Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Diário de um Bombeiro às 00:53

Pág. 64/64



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2011

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031




Tags

mais tags