Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Segunda-feira, 31.10.11

Bombeiros Voluntários de Cantanhede - "Sarau dos Bombeiros"

@Direitos Reservados

ADVOCAL - BREVE HISTORIAL

O Grupo Coral ADVOCAL faz parte de uma Associação cultural, sem fins lucrativos, denominada ADVOCAL – Associação Artística do Distrito Judicial de Coimbra.
Tem por objecto a interpretação e divulgação de actividades culturais e musicais, especialmente a música coral, e é composto por Advogados e Advogados Estagiários inscritos pelo Conselho Distrital de Coimbra da Ordem dos Advogados, sob a orientação do Maestro Prof. Augusto Mesquita.
A apresentação pública do ADVOCAL teve lugar no dia 21/05/2003, no auditório da sede do Conselho Distrital de Coimbra da Ordem dos Advogados, integrada nas Comemorações da II Semana do Advogado, mas os primeiros ensaios tiveram início no decurso do mês de Outubro de 2002.
No repertório do ADVOCAL tem papel primordial a música portuguesa, sacra, erudita e popular, abordando também música sacra e profana de outros países.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 11:42

Segunda-feira, 31.10.11

Jaime Soares [Presidente da LBP] - COMPROMISSOS:

1.Exigir do Governo o urgente avanço da Tipificação dos Corpos de Bombeiros e a consequente definição de um Sistema de Financiamento, com origem no Orçamento do Estado, de apoio às entidades detentoras de Corpo de Bombeiros, tendo em consideração as suas características e a variante dos factores de risco resultantes da Tipificação, em trabalho conjunto com os Municípios e o serviço da Tutela;

2.Estabelecer negociações com o Governo, reclamando a necessidade de avaliar e introduzir alterações no ordenamento jurídico do sector, nomeadamente a criação de uma estrutura própria representativa do agente de protecção civil – BOMBEIROS – na articulação com o sistema de protecção civil, consagrando a participação efectiva da Confederação Nacional dos Bombeiros Portugueses – a LBP – e reconhecendo o sistema de comandamento na hierarquia própria do agente – BOMBEIROS;

3.Acompanhar a definição do modelo e demais critérios adoptados na aplicação da "Tipificação", no que respeita à justa distribuição de equipamentos e viaturas às Associações/Corpos de Bombeiros;

4.Exigir a imediata criação de comissões permanentes, ao nível do MAI e do MS, incumbidas da revisão da legislação em vigor, e também vocacionadas para o acompanhamento de futuras iniciativas legislativas e regulamentares;

5.Reivindicar, mediante propostas objectivas e exequíveis, uma política de efectivo estímulo ao voluntariado, numa lógica transversal, envolvendo a Saúde, Segurança Social, Educação e Finanças, áreas indispensáveis para a consagração de um verdadeiro e funcional Estatuto Social do Bombeiro. Neste âmbito, pugnar, igualmente, pela concessão de incentivos fiscais, bem como de facilidades especiais junto do ramo segurador, a negociar com a Associação Portuguesa de Seguradores, a favor das empresas que detenham nos seus quadros pessoal contratado e sejam simultaneamente bombeiros voluntários, disponibilizando-os sem quaisquer penalizações, aquando da sua mobilização em acções de emergência;

6.Reivindicar a revisão dos protocolos estabelecidos com o INEM, de molde a ajustar aos custos reais o funcionamento dos PEM e Reservas, visando a cobertura total do país da emergência pré-hospitalar suportada nos Corpos de Bombeiros;

7.Dinamizar, com urgência, a monitorização do sistema de transporte de doentes não urgentes e estimular o estabelecimento de parcerias para a criação, entre as Associações, de um Serviço Integrado de Ambulâncias dos Bombeiros, numa óptica empresarial, aproveitando experiências e potencialidades, racionalizando os meios operacionais e os circuitos administrativos;

8.Pugnar pelo respeito do princípio da subsidiariedade e da lógica descentralizadora da formação dos Corpos de Bombeiros, sob a égide da ENB, subordinada a uma política de gestão de serviço público, de forma a proporcionar a universalidade do conhecimento. Reclamar, ainda, para que a formação e respectiva recertificação sejam exclusivamente asseguradas pela mesma entidade;

9.Reivindicar a publicação de diploma específico regulador das condições e relações trabalho entre as Associações Humanitárias de Bombeiros e os assalariados das mesmas, envidando esforços junto das entidades competentes para que à Liga dos Bombeiros Portugueses lhe seja reconhecido e conferido o estatuto de parceiro social;

10.Proceder à revisão estatutária da LBP, no sentido da agilização de procedimentos, em observância de uma maior participação das Associações/Corpos de Bombeiros, bem como das Federações na vida da Confederação e da reorganização das actividades desta com o objectivo de garantir a sua sustentabilidade financeira;

11.Criar um Gabinete de Apoio às Instituições filiadas na LBP, nomeadamente nas áreas económico-financeira e jurídica, tendo em vista dotá-las de melhores condições para enfrentarem os desafios e dificuldades com que se confrontam diariamente;

12.Confrontar o Governo com a necessidade de ser criado um "Serviço de Saúde nos Bombeiros", tendo como principais objectivos a área de "Inspecções e Acções Médico-Sanitárias dos Corpos de Bombeiros" e a "Vigilância e Higiene Sanitária e Segurança dos Bombeiros", considerados individualmente, face à sua exposição permanente a situações de doença e de contágio;

13.Reforçar a cooperação com os Bombeiros e, as suas estruturas representativas, das Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, aprofundando o quadro de reconhecimento e de mútuas experiências com as respectivas Federações;

14.Incentivar e apoiar iniciativas no âmbito da "Juvebombeiro", bem como dos Bombeiros Honorários, fomentando a prática de actividades moralmente reconfortantes nas Associações/Corpos de Bombeiros;

15.Garantir e encorajar as relações de cooperação e amizade com todos os Bombeiros do Mundo, especialmente no domínio do C.T.I.F. – Comité Técnico Internacional do Fogo, enquanto fundadores e representados neste organismo, e, também, de modo particular, com a União dos Bombeiros dos Países de Língua Portuguesa. 
"Pelos Bombeiros,
                                  Por Portugal"



NOTA: A Administração do DB, felicita o Ex.mo Sr. Comandante Jaime Soares, agora Presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, desejando-lhe votos de um excelente mandato, não esquecendo, aquilo a que se comprometeu perante os Bombeiros Portugueses.
Esperando que, seja ele, o elemento de reviravolta no nosso sistema, em Portugal.

   Um Bem Haja,
Marco Francisco  
    (Administrador)    

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Diário de um Bombeiro às 09:39

Segunda-feira, 31.10.11

“Não somos credores do Ministério da Saúde”

Jaime Soares, Novo presid. Liga dos Bombeiros Portugueses, sobre reacção aos cortes orçamentais na saúde e socorro

Correio da Manhã – Quais são as preocupações a que vai dar prioridade?
Jaime Soares – São várias e passam pela problemática do transporte de doentes, o financiamento das associações e a sua sustentabilidade. Ao Ministério da Saúde é que compete financiar o transporte dos doentes. Nós não somos credores do Ministério da Saúde. Mas se o ministério fizer mais do que nós e mais barato, faça favor de assumir. Nós só queremos é assegurar condições para prestarmos um serviço de qualidade e queremos rever os protocolos que temos com o INEM.

– E quanto aos bombeiros que as associações tiveram de despedir por falta de verbas?
– Esse é um problema que aflige o País. Tem de acabar o tempo em que os bombeiros têm de pagar para fazer o socorro. Têm de ver que os bombeiros são a primeira linha da Protecção Civil e nunca deixaremos de socorrer quem precisa.

– Está a defender uma reestruturação na Protecção Civil?
– Uma reestruturação total. Nós queremos estar integrados mas com autonomia. Queremos ter uma direcção nacional autónoma como têm os outros agentes da Protecção Civil. Não queremos mais estruturas, o que queremos é menos estruturas e mais agilizadas.

– Considera então que há estruturas a mais na Autoridade de Protecção Civil?
– Sim. As estruturas distritais são super-pesadas e perfeitamente dispensáveis. Em todos os países do Mundo, a Protecção Civil é coordenação, só em Portugal é que a Protecção Civil é ‘comandamento’. É uma espécie de estrutura com generais sem tropa. São estes absurdos que nos levam a protestar e a obrigar a sentar à mesa para negociar as alterações que se impõem.


por Lurdes Mateus
fonte: CM

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Diário de um Bombeiro às 09:30

Segunda-feira, 31.10.11

Governo prepara reformas na Proteção Civil

O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, anunciou ontem, no Peso da Régua, a extinção da Empresa de Meios Áereos (EMA), cujas funções serão assumidas diretamente pela Autoridade Nacional de Proteção Civil (AMPC).

O governante participou na cerimónia de encerramento do Congresso da Liga dos Bombeiros Portugueses, onde aproveitou para anunciar que o Governo está a preparar reformas no domínio da proteção civil. “São reformas que queremos concretizar com o objetivo de melhorar e adequar o dispositivo de proteção civil, racionalizar estruturas e meios e definir com clareza prioridades e critérios de atuação”, afirmou o ministro.

Entre as alterações que vão ser implementadas, Miguel Macedo adiantou a extinção da EMA, "determinando que a Autoridade Nacional de Proteção Civil assuma diretas responsabilidades também neste domínio”. O ministro considera que esta decisão “não põe em causa” o dispositivo de meios aéreos de que o país carece para enfrentar as diversas missões que são pedidas à proteção civil. “Pelo contrário, com esta decisão pouparemos dinheiro dos impostos dos contribuintes sem pôr em causa a capacidade operacional do dispositivo dos meios aéreos”, acrescentou.

No final do discurso, a comunicação social tentou obter mais esclarecimentos de Miguel Macedo sobre este assunto que, no entanto, se recusou a fazer mais declarações.

O governante salientou ainda que é urgente concluir o trabalho de elaboração e aprovação das cartas de risco, um trabalho que diz que é essencial para adequar o dispositivo de meios aos riscos identificados. “O país já perdeu demasiado tempo com este processo e não podemos persistir com o erro de distribuir mal e quantas vezes sem critério os meios e equipamentos de que os bombeiros precisam”, frisou.


fonte: JM

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 09:27

Segunda-feira, 31.10.11

Três mortos na operação Todos-os-Santos

Acção de fiscalização e patrulhamento da GNR prolonga-se até às 00h00 de amanha

A operação Todos-os-Santos da GNR, que está na estrada desde sexta-feira e termina às 00h00 de amanhã, registou, até ao final da tarde de ontem, três mortos e 12 feridos graves em acidentes de viação. Duas das vítimas mortais resultaram de acidentes no Alentejo.

Na tarde de ontem, um homem, de 68 anos, perdeu a vida num despiste do ligeiro que conduzia na EN2, entre Montemor--o-Novo e Ciborro. A vítima era residente naquele concelho e trabalhava como comerciante. O socorro foi prestado pelos Bombeiros de Montemor e pelo INEM, mas o óbito acabaria por ser declarado às 16h55. 

A outra vítima mortal no Alentejo, um militar de 25 anos que faleceu na Baja de Portalegre, data da tarde de sábado, tal como o CM noticiou. A primeira vítima mortal da operação resultou de um acidente, na passada sexta-feira, em Lisboa.


por P.G.
fonte: CM

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 09:26

Segunda-feira, 31.10.11

Azeitão: Incêndio em externato

Um pequeno incêndio, às 18h10 de ontem, num quarto do externato Rumoao Sucesso, em Azeitão, Palmela, que alberga crianças e jovens deficientes, causou ferimentos ligeiros em duas delas e levou a que cerca de 40 fossem realojadas em outras instalações daquela instituição. 

Uma das crianças foi assistida no Hospital de Setúbal por inalação de fumos e outra por estar em estado de choque. As chamas foram combatidas por vinte bombeiros de Setúbal e Palmela. 


fonte: CM

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 09:24

Segunda-feira, 31.10.11

Arouca: Resgatados franceses retidos nas margens do Paiva


A Autoridade Nacional de Protecção Civil anunciou hoje ter resgatado, cerca das 00:00, os dois casais e as duas crianças franceses retidos no domingo numa das margens do Paiva, quando desciam o rio em caiaque.

Os Bombeiros Voluntários de Arouca estavam desde as 18:30 a tentar o resgate, mas só às 22:00 é que conseguiram concretizá-lo e acompanharam depois os seis franceses num percurso de cerca de 1,5 quilómetros até à ponte de Alvarenga, onde foram resgatados em segurança, de acordo com a página «online» da Proteção Civil.

As duas famílias ficaram retidas junto a uma escarpa, impossibilitadas de sair do local por meios próprios, e estando a cerca de 100 metros de distância da equipa de socorro.

Segundo o comandante dos bombeiros, as duas famílias estavam a descer o rio quando, ao aproximarem-se de uma cascata, decidiram acostar por não se sentirem aptas a continuar o percurso nos caiaques.


fonte: DN

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 09:23

Segunda-feira, 31.10.11

Bombeiros: Rodeia Machado vai recandidatar-se à presidência da direcção

Rodeia Machado vai recandidatar-se à presidência da direcção dos Bombeiros Voluntários de Beja. As eleições vão decorrer em Dezembro, as listas de candidatos têm que ser entregues até ao dia 15 de Novembro.

Rodeia Machado vai recandidatar-se à presidência da direcção dos Bombeiros Voluntários de Beja. O processo para eleição dos corpos sociais, para o triénio 2012/2014, já está a decorrer, as listas têm que ser entregues até ao dia 15 de Novembro estando o acto eleitoral marcado para Dezembro.

Rodeia Machado afirmou que se vai apresentar a votos praticamente com a mesma equipa porque considera que tem sido feito um bom trabalho.

Quanto a objectivos Rodeia Machado falou em formação dos bombeiros voluntários e na modernização das actuais instalações porque como já se sabe não é possível avançar com a construção de um novo quartel.
 
 
por Inês Patola
fonte: Rádio Voz da Planície

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 09:22

Segunda-feira, 31.10.11

Falecimento: Joao Salgueiros do BV Coimbrões

FALECIMENTO



"...Bombeiros Voluntários de Coimbrões o B.N.16 de 1.Classe do Q.H., João Salgueiros,e que é Pai do Chefe de 2 Cls dos Sapadores de Gaia Joaquim Salgueiro que tambem foi Bombeiro em Coimbrões.
Paz há sua Alma e condolências á Familia.
Infelismente os Bombeiros Voluntários de Coimbrões no espaço de um Mês é o terceiro elemento do Q.H. que nos deixa e com eles vai a História da nossa Corporação..."

Fonte: Gilberto Alurquerque do BV Coimbrões



ADMINISTRAÇÃO DE UM BOMBEIRO ENVIA AS CONDOLENCIAS AO CORPO DE BOMBEIROS COIMBRÕES E Á RESPECTIVA FAMILIA
DESCANSE EM PAZ !

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Diário de um Bombeiro às 00:38

Domingo, 30.10.11

Jantar e encerramento ECIN´S 2011 - BV Cernache do Bonjardim

Vai realizar-se no dia 05/11/2011 o jantar de Encerramento dos ECIN´S 2011.

Convidam-se todos os Bombeiros ( mesmo aqueles que não tenham feito Ecin´s) a estarem presentes.

O jantar vai-se realizar no restaurante " O Aquário" em Cernache do Bonjardim.

O preço por pessoa é de 8€ e inclui jantar (lombo no forno, sobremesa e bebidas) e uma surpresa no final do jantar.

Inscrições abertas até ao dia 03/11/2011.

Podem fazer a vossa inscrição no placard informativo ou contactando os Bombeiros Bruno Marcelino e/ou Ricardo Martins.

Fonte: BV Cernache do Bonjardim

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 22:56



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2011

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031




Tags

mais tags