Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Domingo, 01.05.11

Lisboa: Protecção Civil Distrital dá Formação a Autarcas para Reforçar Colaboração das Freguesias

O Governo Civil de Lisboa quer intensificar o papel das freguesias nos dispositivos de protecção civil e está hoje em Torres Vedras a dar formação a 90 autarcas de freguesias dos concelhos do Oeste do distrito.

“Esta iniciativa tem como objectivo sublinhar a importância dos presidentes das juntas de freguesia enquanto agentes políticos de proximidade com a população em situações de emergência e enquadrá-los no dispositivo da Protecção Civil”, afirmou à agência Lusa o governador civil de Lisboa, António Galamba.
Nesta formação, os 90 autarcas ficam a conhecer legislação existente para o setor, como a Lei de Bases da Protecção Civil, a orgânica e funcionamento dos dispositivos de proteção civil, bem como exemplos de boas práticas na articulação entre vários meios e várias entidades que têm assento nas respetivas comissões municipais.
António Galamba explicou que a formação pretende dotar estes autarcas de ferramentas para puderem atuar em caso de catástrofe, tendo em conta não só a facilidade que têm em chegar primeiro aos locais das ocorrências, como também o conhecimento do território que possuem.
“Se não fossem os presidentes de junta, a resolução dos problemas em muitas catástrofes tinha-se arrastado no tempo”, sublinhou.
Além disso, desempenham um “papel fundamental” em ações de prevenção de risco, tendo em conta essa proximidade com as populações.
Para o governador civil, a formação tem também como finalidade “consciencializar os autarcas para a partilha de meios e para a necessidade de trabalhar em equipa muitas vezes a uma escala supra municipal”.
Depois do Oeste, o Governo Civil promove a 14 de Maio uma ação de formação idêntica destinada a autarcas das freguesias dos concelhos da Área Metropolitana de Lisboa.

fonte: Destak

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 15:04

Domingo, 01.05.11

Lisboa: Protecção Civil Distrital dá Formação a Autarcas para Reforçar Colaboração das Freguesias

O Governo Civil de Lisboa quer intensificar o papel das freguesias nos dispositivos de protecção civil e está hoje em Torres Vedras a dar formação a 90 autarcas de freguesias dos concelhos do Oeste do distrito.

“Esta iniciativa tem como objectivo sublinhar a importância dos presidentes das juntas de freguesia enquanto agentes políticos de proximidade com a população em situações de emergência e enquadrá-los no dispositivo da Protecção Civil”, afirmou à agência Lusa o governador civil de Lisboa, António Galamba.
Nesta formação, os 90 autarcas ficam a conhecer legislação existente para o setor, como a Lei de Bases da Protecção Civil, a orgânica e funcionamento dos dispositivos de proteção civil, bem como exemplos de boas práticas na articulação entre vários meios e várias entidades que têm assento nas respetivas comissões municipais.
António Galamba explicou que a formação pretende dotar estes autarcas de ferramentas para puderem atuar em caso de catástrofe, tendo em conta não só a facilidade que têm em chegar primeiro aos locais das ocorrências, como também o conhecimento do território que possuem.
“Se não fossem os presidentes de junta, a resolução dos problemas em muitas catástrofes tinha-se arrastado no tempo”, sublinhou.
Além disso, desempenham um “papel fundamental” em ações de prevenção de risco, tendo em conta essa proximidade com as populações.
Para o governador civil, a formação tem também como finalidade “consciencializar os autarcas para a partilha de meios e para a necessidade de trabalhar em equipa muitas vezes a uma escala supra municipal”.
Depois do Oeste, o Governo Civil promove a 14 de Maio uma ação de formação idêntica destinada a autarcas das freguesias dos concelhos da Área Metropolitana de Lisboa.

fonte: Destak

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 15:04

Domingo, 01.05.11

Oliveira de Azeméis: Operário Morreu em Silo de Arroz

Um operário morreu, anteontem à noite, quando trabalhava num silo de uma fábrica de moagem de casaca de arroz, na rua da Salgueirinha, na freguesia de Ul, Oliveira de Azeméis.
António da Fonseca Marques, de 64 anos, conhecido por ‘Romão’, terá caído dentro do silo da fábrica de moagens Riul, depois das 20h15, altura em que o filho passou pelo local e o viu a trabalhar.
Só cerca das 22h00 é que a esposa deu pela sua falta e foi dado o alerta. "Eu vim aqui para ver o que se passava e já só vi o ancinho caído no chão. Ele caiu e não estava ninguém para lhe pôr a mão. Para o ajudar", dizia a esposa entre lágrimas.
Pelas 22h45, os bombeiros começaram as buscas em redor da fábrica e no interior do silo com toneladas de casca de arroz. O corpo de ‘Romão’ foi encontrado à 1h48 de ontem.

"Estava no fundo do silo, junto às grelhas do moinho, em estado de rigidez, mas não tinha ferimentos", explicou ao CM Fernando Costa, adjunto de comando dos Bombeiros de Oliveira de Azeméis.
Duraram as buscas, chegou a haver momentos de tensão entre os familiares da vítima e os bombeiros, quanto à forma de esvaziar o silo. No local, já estava uma máquina da Protecção Civil que, lentamente, ia retirando a casca de arroz armazenada. Enquanto isso, familiares e amigos retiravam as placas laterais de zinco e montavam uma máquina para extrair, mais rapidamente, o conteúdo do silo.
"Não se percebe, ele trabalhava aqui há cerca de 15 anos e sempre foi muito cuidadoso. A única explicação é que ele tenha sofrido qualquer doença súbita", disse ao CM Clara Reis, sócia-gerente da empresa, sem também conseguir explicar o sucedido.

por Francisco Manuel
fonte: CM

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 14:52

Domingo, 01.05.11

Oliveira de Azeméis: Operário Morreu em Silo de Arroz

Um operário morreu, anteontem à noite, quando trabalhava num silo de uma fábrica de moagem de casaca de arroz, na rua da Salgueirinha, na freguesia de Ul, Oliveira de Azeméis.
António da Fonseca Marques, de 64 anos, conhecido por ‘Romão’, terá caído dentro do silo da fábrica de moagens Riul, depois das 20h15, altura em que o filho passou pelo local e o viu a trabalhar.
Só cerca das 22h00 é que a esposa deu pela sua falta e foi dado o alerta. "Eu vim aqui para ver o que se passava e já só vi o ancinho caído no chão. Ele caiu e não estava ninguém para lhe pôr a mão. Para o ajudar", dizia a esposa entre lágrimas.
Pelas 22h45, os bombeiros começaram as buscas em redor da fábrica e no interior do silo com toneladas de casca de arroz. O corpo de ‘Romão’ foi encontrado à 1h48 de ontem.

"Estava no fundo do silo, junto às grelhas do moinho, em estado de rigidez, mas não tinha ferimentos", explicou ao CM Fernando Costa, adjunto de comando dos Bombeiros de Oliveira de Azeméis.
Duraram as buscas, chegou a haver momentos de tensão entre os familiares da vítima e os bombeiros, quanto à forma de esvaziar o silo. No local, já estava uma máquina da Protecção Civil que, lentamente, ia retirando a casca de arroz armazenada. Enquanto isso, familiares e amigos retiravam as placas laterais de zinco e montavam uma máquina para extrair, mais rapidamente, o conteúdo do silo.
"Não se percebe, ele trabalhava aqui há cerca de 15 anos e sempre foi muito cuidadoso. A única explicação é que ele tenha sofrido qualquer doença súbita", disse ao CM Clara Reis, sócia-gerente da empresa, sem também conseguir explicar o sucedido.

por Francisco Manuel
fonte: CM

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 14:52

Domingo, 01.05.11

Bombeiros de Caneças Fazem Parto

Andreia, de 20 anos, deu à luz a pequena Lara

António, João e Diogo
Uma criança do sexo feminino nasceu ontem, às 03h02, no interior da ambulância dos bombeiros voluntários de Caneças na zona da Ponte da Bica, quando se dirigiam para a maternidade.
Os bombeiros que ajudaram no parto foram António Brito, João Januário e Diogo Santos.
Segundo Bruno Fernandes, da corporação de Caneças, a criança e a mãe "estão bem e a recuperar no Hospital de Santa Maria".
A criança, de nome Lara, nasceu com 3250 gramas. A mãe, Andreia, tem 20 anos.
"Recebemos a chamada àquela hora mas já não chegámos a tempo à maternidade, foi necessário parar a ambulância e fazer o parto", afirmou Bruno Fernandes.
Segundo o bombeiro, o parto correu muito bem e, apesar de o próprio não ter assistido, afirmou que é sempre um episódio que fica na memória dos que ajudam a nascer uma criança. "É um momento especial", disse.

por C.S.
fonte: CM

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 14:47

Domingo, 01.05.11

Bombeiros de Caneças Fazem Parto

Andreia, de 20 anos, deu à luz a pequena Lara

António, João e Diogo
Uma criança do sexo feminino nasceu ontem, às 03h02, no interior da ambulância dos bombeiros voluntários de Caneças na zona da Ponte da Bica, quando se dirigiam para a maternidade.
Os bombeiros que ajudaram no parto foram António Brito, João Januário e Diogo Santos.
Segundo Bruno Fernandes, da corporação de Caneças, a criança e a mãe "estão bem e a recuperar no Hospital de Santa Maria".
A criança, de nome Lara, nasceu com 3250 gramas. A mãe, Andreia, tem 20 anos.
"Recebemos a chamada àquela hora mas já não chegámos a tempo à maternidade, foi necessário parar a ambulância e fazer o parto", afirmou Bruno Fernandes.
Segundo o bombeiro, o parto correu muito bem e, apesar de o próprio não ter assistido, afirmou que é sempre um episódio que fica na memória dos que ajudam a nascer uma criança. "É um momento especial", disse.

por C.S.
fonte: CM

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 14:47

Domingo, 01.05.11

Sargento do Corpo de Bombeiros é morto a tiros em Uberaba

Assassinato aconteceu na noite desta sexta-feira (29).
Militar levou um tiro na cabeça e outro no ombro.

Um sargento de 32 anos do Corpo de Bombeiros, em Uberaba, na Região do Triângulo, em Minas Gerais, foi morto com dois tiros na noite desta sexta-feira (29). De acordo com o 4º Batalhão de Polícia Militar, o bombeiro teria chegado à casa dele em uma moto e, minutos depois, pegou o carro na garagem para sair.

No momento em que ele foi fechar o portão, o suspeito chegou perto dele e atirou duas vezes. Os tiros acertaram a cabeça e o ombro esquerdo do bombeiro. O crime aconteceu na Rua Tocantins, no bairro Vila Celeste.

O militar não resistiu aos ferimentos e morreu. A polícia ainda não sabe quem matou a vítima e qual foi a motivação.

fonte: Globo

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 14:42

Domingo, 01.05.11

China: Incêndio em hotel faz 10 mortos e 35 feridos

Dez pessoas morreram e 35 ficaram hoje feridas num incêndio ocorrido de madrugada num hotel na localidade de Tonghua, província de Jilin, nordeste da China, noticiou a agência de notícias chinesa.

Os 35 feridos foram transportados por para hospitais da zona e, segundo o último boletim clínico, três de les estão em situação crítica.

O fogo, segundo as autoridades locais, começou pelas 03:30 (20:30 de sábado em Lisboa) no primeiro andar do hotel e uma hora depois já tinha sido extinto pelos cerca de 140 bombeiros enviados para o local.

As causas do incêndio ainda estão a ser investigadas.

fonte: Correio do Minho

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 14:40

Pág. 40/40



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2011

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031




Tags

mais tags