Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Segunda-feira, 15.10.12

Santarém: Resgatam homem de buraco

FOTO: João Nuno Pepino
Um homem de 69 anos passou quase dois dias sem comer nem beber, preso dentro de um silvado numa das barreiras das encostas de Santarém. Ontem de manhã, os gritos de aflição de José Graça Duarte, a vítima, alertaram um agricultor que estava nas proximidades da mata onde se encontrava e deu o alerta.

Para o resgatar do local inacessível onde ficou imobilizado, uma equipa dos Bombeiros Voluntários de Santarém teve de abrir um túnel pelo meio das silvas. Sempre consciente, José Graça Duarte não sofreu fracturas nem ferimentos mas foi transportado, por precaução, ao Hospital de Santarém, onde permanecia ontem à tarde em observação.

Quando foi encontrado relatou aos bombeiros que o salvaram que esteve no Centro de Saúde do Planalto na sexta-feira, 12 de Outubro, para uma consulta. Quando saiu, para atalhar caminho, decidiu descer a encosta que vai ter à Ribeira de Santarém, uma vez que tencionava deslocar-se a uma oficina existente junto à estação ferroviária.

A meio do carreiro de terra batida diz ter-se desorientado devido ao excesso de mato que tapava parte do caminho e, com o cair da noite, parou para descansar. Mas acabou por escorregar para dentro de um silvado cerrado, tendo ficado imobilizado no interior.

Só ontem de manhã, o alerta chegou aos bombeiros, dado pelo proprietário de uma horta próxima do local, que ouviu os gritos de socorro do idoso. "Foi uma operação um pouco complicada não só pelos difíceis acessos, mas também porque tinha muitas silvas, mato e canas em toda a volta. Nós nem víamos o senhor lá no meio do silvado, ouvíamos apenas a voz dele", explicou ao CM João Silva, o chefe da guarnição que os bombeiros voluntários de Santarém enviaram ao local.

"Para o conseguir retirar, tivemos de arrancar mato e usar uma motosserra para fazer um túnel pelo meio do silvado", acrescentou o bombeiro, explicando que, durante o salvamento, José Duarte "esteve sempre consciente e a falar, apenas se queixava com muita sede e fome". 
 
 
por João Nuno Pepino
fonte: CM

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 08:14


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2012

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031




Tags

mais tags