Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Quinta-feira, 18.08.11

Bombeiros esperam dominar chamas em Moimenta da Beira nas próximas horas

O incêndio que desde o fim da manhã desta quinta-feira consome floresta em Cabaços, Moimenta da Beira, está com três frentes activas mas os bombeiros estimam controlar as chamas num espaço de duas horas.

O comandante operacional no terreno, Henrique Pereira, disse à Lusa, cerca das 19.20 horas, que uma das três frentes em curso já está "praticamente dominada" e as outras duas, embora ainda com focos significativos de avanço das labaredas, têm meios dos bombeiros pela frente "capazes de as dominar".

A situação mais inquietante para os cerca de 200 bombeiros que combateram as chamas ao longo das mais de oito horas de evolução ocorreu, segundo o 2º comandante distrital de operações de socorro, na povoação de Aldeia de Sendim, já no concelho de Tabuaço, mas sem registo de destruição de bens.

Se não ocorrerem alterações às condições registadas no terreno pelas 19.20 horas, o comandante Henrique Pereira estima que os bombeiros possam respirar de alívio dentro de duas horas, contribuindo para isso o esperado arrefecimento nocturno.

O incêndio em Moimenta da Beira (Viseu) que lavra desde as 11.29 horas destacava, pelas 19 horas, quatro meios aéreos e quase duas centenas de bombeiros, de acordo com a página da Autoridade Nacional de Protecção Civil.

Cerca de sete horas depois do seu início, o fogo tinha duas frentes activas, em zonas de mato, pinhal e castanheiros, e 179 bombeiros, auxiliados por 46 veículos, dois helicópteros bombardeiros pesados e dois aviões bombardeiros pesados, combatiam as suas chamas.

Também na localidade de Bendada - Quinta das Galinhas, no concelho do Sabugal (Guarda), mobilizava, pela mesma hora, mais de uma centena de bombeiros.

Este incêndio, que teve início às 23.12 horas de quarta-feira, estava a ser combatido por 155 operacionais, com o apoio de 46 veículos e um helicóptero bombardeiro pesado.

A página da Protecção Civil dá ainda conta de um incêndio em Marco de Canaveses (Porto) que tinha pela mesma hora duas frentes em mato activas.

Combatiam as chamas, que tiveram início às 15.20 horas, 71 bombeiros, com 16 veículos operacionais e um helicóptero de ataque inicial.

Já na localidade da Quinta da Santa Eucádia, em Torre de Moncorvo (Bragança), às 18.30 horas um fogo com duas frentes em mato era combatido por 79 bombeiros, auxiliados por 22 veículos.

Ainda um incêndio em Fornos do Pinhal, em Valpaços (Vila Real), com duas frentes em mato e pinhal que teve início às 15.27 horas, era combatido por 40 operacionais, com o apoio de 12 veículos.

Já na localidade de Ladario, em Celorico de Basto (Braga), um fogo com duas frentes ativas em zonas de mato, destacava, pela mesma hora, 41 operacionais e 11 veículos.

fonte: JN

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 20:38


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  





Tags

mais tags