Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Domingo, 27.05.12

«Bombeiros irão criar dificuldades às populações»

Liga dos Bombeiros Portugueses reage ao anúncio da suspensão do transporte de doentes não urgentes por parte de 56 corporações do distrito de Lisboa
 
A Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) assegurou que fez tudo para convencer o Governo a pagar mais pelo transporte de doentes não urgentes e pediu às corporações que não deixem de transportar quem precisa.

As declarações do presidente da LBP, Jaime Soares, sucederam-se ao anúncio de que as 56 corporações de bombeiros do distrito de Lisboa vão suspender, a partir de sexta-feira, o serviço de transporte de doentes não urgentes, porque não conseguem manter este serviço com os preços que a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) e o Ministério da Saúde (MS) pretendem pagar.

A Federação dos Bombeiros do Distrito de Lisboa aprovou ainda um voto de desconfiança ao conselho executivo da Liga dos Bombeiros por causa das «desastrosas consequências das negociações que tiveram com o MS relativamente ao transporte de doentes» não urgentes.

«Lamentamos [a decisão dos bombeiros da Federação de Lisboa] e ficamos preocupados. Não era o acordo que desejávamos, mas foi o acordo possível»
, disse à Lusa Jaime Soares, acrescentando que, «garantidamente, a LBP fez tudo, tudo, tudo o que estava ao seu alcance».

«Não conseguimos demover o Governo, com todos os argumentos que apresentámos. Como sabe, à mesa das negociações têm de existir dois parceiros, mas um tem a força do poder da decisão e o outro não tem», acrescentou.

Jaime Soares realçou que se os bombeiros prosseguirem com esta atitude «irão criar dificuldades para as populações que devem servir» e que nunca poderão deixar de apoiar os cidadãos, mesmo que não tenham conseguido atingir os seus objetivos.

O dirigente apelou ainda aos bombeiros que «usem de toda a arte e engenho» para ultrapassar a crise e que tenham «um forte sentimento de unidade», de forma a conseguirem «ter a força necessária para que o Governo entenda as razões» que defendem.

A agência Lusa contactou o Ministério da Saúde para obter uma posição sobre esta ameaça das corporações de bombeiros, mas tal não foi possível até ao momento. 
 
 
fonte: TVI24

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Diário de um Bombeiro às 11:01



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2012

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031




Tags

mais tags