Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Quinta-feira, 11.08.11

Serviço Regional de Protecção Civil faz Balanço ao Mês de Julho

Os “Voluntários Madeirenses” lideram os serviços de emergência pré-hospitalar com 16 por cento do total deste tipo de intervenções.
 
O Serviço Regional de Protecção Civil (SRPC) apresentou na sua página oficial o balanço das suas actividades de Julho, registando um aumento na intervenção de fogos em mato relativamente a períodos anteriores. Estas actividades referem-se aos serviços de emergência pré-hospitalares (2.616), incêndios florestais/em mato (6/106), incêndios urbanos (22), actividade da EMIR (emergências pré-hospitalares, 2.616, com accionamento da EMIR, 60, e ocorrências com acompanhamento da EMIR/CROSS, 105), acidentes em levadas (3) e acidentes com vítimas encarceradas (7). No que concerne aos serviços de emergência pré-hospitalares, os Bombeiros Voluntários Madeirenses lideram com 16 por cento de intervenções seguidos dos “Municipais do Funchal” com 15 por cento. Os bombeiros da Ribeira Brava prestaram 13 por cento do total desses serviços, os de Câmara de Lobos 12, de Santa Cruz 11, Cruz Vermelha Portuguesa, 10, “Municipais de Machico”, 6, bombeiros da Calheta 5, de Santana 4, bombeiros de São Vicente/Porto Moniz, 6 por cento e por fim os do Porto Santo com dois por cento.
 
Durante o mês de Julho, foram registadas 106 saídas para combater fogos em mato, grande parte deles resultantes de queimadas não autorizadas. Nesta área, coube aos bombeiros de Santa Cruz a maior fatia (31), seguido de Câmara de Lobos (20), dos BMF (14), da Ribeira Brava (13), Calheta (9), de Machico (8), São Vicente/Porto Moniz (4), de Santana (4), do Porto Santo (2) e BVM com um serviço deste tipo.
Durante o mês de Julho, o SRPC registou 22 incêndios urbanos. Sete destes incêndios foram combatidos pelos BMF, seis pelos bombeiros de Câmara de Lobos e quatro pelos bombeiros de Machico. Por seu lado, os bombeiros de São Vicente/Porto Moniz combateram dois incêndios urbanos e os restantes três ficaram distribuídos pelos BVM, Ribeira Brava e Calheta.
 
No balanço do SRPC há a registar três resgates de pessoas em acidentes em levadas e sete intervenções com vítimas encarceradas na estrada na sequência de acidentes de viação, sendo dois em Machico, dois no Funchal (BVM e BMF), um na Calheta e outro em São Vicente/Porto Moniz. 
 
fonte: JM

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 10:46


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  





Tags

mais tags