Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Quarta-feira, 22.08.12

Curso de Bombeiro na Escola de Pardilhó

Prestar socorro, prevenir e garantir a segurança de pessoas e bens, recorrendo dos meios apropriados pode ser a futura missão dos 17 jovens que frequentam o Curso de Bombeiro – Educação e Formação de Proteção e Prestação de Socorros, que estreou no ano letivo anterior na EBI – Escola Básica Integrada de Pardilhó. A iniciativa conta com o apoio da Câmara Municipal de Estarreja. 

Alguns módulos de formação prática tiveram lugar no Quartel dos Bombeiros Voluntários de Estarreja tendo a autarquia disponibilizado o transporte entre a escola e a corporação. 

O vereador da Educação, João Alegria, explica que “pese ser um curso do plano curricular do 3º ciclo, fora das competências diretas da autarquia, entendeu esta que deveria colaborar com a escola como resposta efetiva e mais-valia na formação prática dos alunos, no combate ao abandono escolar e ao sucesso educativo de alunos em situação de risco”. A Câmara Municipal deliberou, por maioria, atribuir um subsídio de 600,74 € à EBI de Pardilhó, correspondente ao valor despendido no transporte dos alunos. 

Para a concretização do curso, o Agrupamento de Escolas de Pardilhó estabeleceu parcerias com os Bombeiros Voluntários de Estarreja (entidade que colabora com técnicos na componente tecnológica, assim como na componente prática) e com a Câmara Municipal de Estarreja (no transporte de alunos).

Os formadores da parte técnica são bombeiros com experiência na formação. E é no Quartel de Estarreja que os jovens aprendem as técnicas de base, técnicas de extinção a incêndios e técnicas de socorro e salvamento, constituindo a componente tecnológica da formação. 

Com a duração de dois anos, o curso dá equivalência ao 9º ano de escolaridade e é constituído ainda por uma componente teórica e por uma componente prática (estágio em contexto de trabalho). No final do segundo ano, os formandos terão um estágio de 6 semanas. Os alunos, neste caso 7 raparigas e 10 rapazes, podem no final do curso requerer à Escola Nacional de Bombeiros a certificação profissional que lhes permitirá integrar qualquer corpo de bombeiros voluntários do país.

Fonte: Notícias de Aveiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 14:44


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031




Tags

mais tags