Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Quinta-feira, 14.03.13

Segurança no Combate a Incêndios Florestais - Parte II

Vestuário e Equipamentos de Protecção Adequados

O combatente deve usar roupa apropriada para a sua segurança pessoal!
Vestuário e Equipamentos de Protecção Adequados
  • Não deve usar roupas de material sintético;
  • Deve utilizar uma camisola de algodão, por debaixo da roupa exterior, para absorver o suor do corpo;
Os elementos da equipa ou de brigada devem utilizar vestuário de protecção apropriados para a missão;
Vestuário de protecção
  • Capacete
  • Cógula
  • Óculos
  • Luvas
  • Cinturão
  • Botas
  • Calças nº3 em Nomex
  • Dolman nº3 em Nomex.
  • T-shirt de algodão

Calçado de protecção

O calçado é importante e deve ser o apropriado;
A bota tipo “militar” ajustável à articulação tíbio-társica, é a mais adequada;
Botas de borracha, com biqueira de aço ou solas protectoras de aço, não devem ser usadas;

Equipamento de sobrevivência individual

Os elementos da equipa ou de brigada devem utilizar equipamento de sobrevivência individual apropriados para a missão:
− Cantil
− Lanterna
− Abrigo de incêndio florestal (fire shelter)


Utilização do Abrigo – Locais a Evitar

A escolha do local deve ter como principal critério, que o Abrigo fica o menos exposto possível ao calor e especialmente do contacto das chamas;
- Deve-se evitar vales encaixados, depressões nas linhas de cumeada, cotovelos formados por linhas de água;
- Usar o Abrigo afastado da vegetação, principalmente da pesada ou árvores em risco de caírem.
1 – Escolha um local apropriado para armar o Abrigo.
2 – Use o EPI completo e deixa afastado do local todos os materiais inflamáveis.
3 – Se tiver tempo crie uma zona sem combustível com 1,2 x 2.5 metros.
4 – Puxe a tira vermelha e remova o Abrigo da embalagem plástica.
5 – Pegue no Abrigo pelas pegas.
6 – Abane o Abrigo até que este esteja aberto.
7 – Deite-se no Abrigo de face para baixo, com os pés na direcção do fogo. Mantenha a boca junto ao solo e fixe o Abrigo com os braços através das tiras de fixação.
 
Durante o Cerco

- Uma vez no Abrigo, deve manter-se no chão dentro do Abrigo aconteça o que acontecer e proteger as vias respiratórias mantendo a boca o mais próximo do solo possível.
- O incêndio pode originar facilmente ventos com velocidades superiores a 80km/h, como tal, segure firmemente o seu Abrigo pelas pegas.
- Os cercos podem ser bastantes assustadores, não entre em pânico nem tente levantar-se. Pense na família ou reze para se manter calmo e confiante.
- Mudar de posição pode ser arriscado, se quiser mudar de lugar, faça-o rastejando/gatinhando, evitando levantar demasiado o Abrigo.
- Por vezes quando um cerco demora muito tempo, as temperaturas no interior do Abrigo podem elevar-se a um nível desconfortável. Mantenha-se calmo e respire ar fresco junto ao solo.
- Mesmo que um Abrigo sofra algum dano e apareça uma abertura, esta não irá reduzir a protecção. Por muito grande que seja o buraco, mantenha-se no Abrigo
- Use luvas e evite o contacto com as paredes do Abrigo.

Quando Sair do Abrigo?

- Não há um período de tempo pré-definido ao fim do qual se poderá sair do Abrigo (cercos podem durar 10-90 minutos ou mais).
- Não saia até que tenha a certeza de que a frente de fogo já passou por completo.
- Indicações como, diminuição do barulho, do vento, do calor, a cor da luz que passa através do Abrigo podem ser indicativos de segurança.
- Saia só quando as temperaturas baixarem significativamente ou então quando o seu supervisor o indicar.
- Deixe o Abrigo no local onde o usou e assegure que o seu chefe sabe da sua utilização.


Atenção às facilidades!
Estudos sobre as causas de incêndios trágicos revelam factores comuns:
• Avaliação do incêndio minimizando a sua importância considerando-o “inofensivo”;
• Declives acentuados;
• Existência de desfiladeiros “efeito de chaminé”;
• Existência de combustível fino morto (aumento da velocidade do incêndio e formação de focos secundários);
• Turbulência do ar..
Regras Gerais de Segurança

Todos os elementos da Equipa/Brigada/Grupo devem entender e cumprir, sem excepções, as regras gerais de segurança:
• A evolução do incêndio e factores que determinam o seu comportamento;
• Trabalho em equipa;
• Atitude na actuação.
• O chefe deve dar ordens claras e estas serem entendidas e cumpridas (liderança);
• Manter-se sempre junto da equipa/ manter a equipa sempre unida;
• Antes de passar para a zona queimada, certificar-se de que não há um caminho seguro de fuga;
• Entrar para a área queimada por onde o calor e as chamas forem menores e onde a vegetação for menos densa;

Lembre-se que uma área ardida poderá ser um lugar seguro!

Se todas as Regras anteriores forem cumpridas:

Combater Firmemente o Incêndio tendo
SEMPRE em conta a SEGURANÇA

Acompanha este Artigo!...
Para breve iremos falar do Protocolo LACES, entre outras matérias, relativas a esta Temática muito Importante no Combate a Incêndios Florestais.



* Este Artigo, tem como base de pesquisa, documentação disponibilizada pela ENB

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 14:10


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31




Tags

mais tags