Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Segunda-feira, 07.11.11

Bombeiros de Vila Flor insultados no socorro a um ferido grave

Um ferido grave foi o resultado de um despiste que ocorreu ontem próximo da localidade de Samões, no concelho de Vila Flor. O acidente ocorreu por volta das cinco da tarde e aos bombeiros de Vila Flor chegou, apenas, a informação de que estaria um carro a arder.

Para o local foi enviado um carro de combate a incêndios. O comandante dos Bombeiros de Vila Flor afirma que só quando um bombeiro que passava no local deu o alerta que também havia um ferido é que a corporação soube que se tratava de um acidente.

António Martins garante que os bombeiros accionaram os meios de acordo com a informação que receberam.“A primeira e única informação que chegou aqui ao quartel, por volta das 16:50 horas, foi de uma cunhada da vítima do acidente, que veio aqui ao quartel informar os bombeiros para irem depressa ao Barracão que estava lá um carro a arder.

Eu fiz deslocar os meios para combater um incêndio. Entretanto há um bombeiro nosso que passa, que estava em descanso, e apercebeu-se que havia um ferido com alguma gravidade que estava fora da viatura. Accionou os mecanismos, ligou para o CODU, ligou para aqui, sai o INEM, e a partir daí cumprimos as ordens e as instruções que foram determinadas pelo INEM”, explica António Martins.  No local os bombeiros foram insultados por alguns populares indignados por não ter sido deslocada nenhuma ambulância para o acidente.

António Martins considera as acusações injustas e garante que os meios deslocados para o local eram para a ocorrência de incêndio para que foram chamados.“As pessoas que o fizeram deviam ter perguntado o que tinha acontecido, sobre o que é que os bombeiros foram informados e então depois faziam a sua análise, se fosse alvo de crítica nós aceitávamos perfeitamente.

Desta forma não aceitamos porque os bombeiros saíram de lá com uma má imagem, chegaram aqui ao quartel aborrecidos, comunicaram-me e eu também não fico contente com este tipo de situações. As pessoas devem falar com conhecimento de causa. Não é falar por não ter ido uma viatura de socorro, porque também não foi pedida”, esclarece o comandante dos Bombeiros de Vila Flor.

O ferido grave acabou por ser socorrido pela equipa do INEM e transportado de helicóptero para os Hospitais da Universidade de Coimbra com queimadoras de segundo grau em todo o corpo. Na viatura seguia ainda o filho do condutor que saiu ileso do acidente.


Fonte: Brigantia

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 18:26


Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930




Tags

mais tags