Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

diariobombeiro



Quarta-feira, 18.07.12

Incêndio ameaça habitações na Ponta do Pargo

Mais de 20 bombeiros das corporações dos Bombeiros Voluntários da Calheta e dos Bombeiros Voluntários de São Vicente e Porto Moniz estão a sentir sérias dificuldades para travar a progressão do fogo que alastra em várias frentes e já ameaça habitações.

Contactado pelo DIÁRIO, o comandante João Alegria, dos Bombeiros Voluntários da Calheta, revelou há pouco que “o incêndio está longe de estar controlado” e que “há habitações em risco”.

Para o efeito, foram solicitados reforços aos Bombeiros Voluntários Madeirenses, que mobilizaram meios para o local.

Ao cair da noite, o lume lavrava na zona da Ribeira das Vacas e avançava para o Salão, gerando o pânico das populações.

O incêndio florestal já consumiu uma vasta área de eucaliptal, mato e feiteira entre o sítio do Cabo e a Lombada Velha, na Ponta do Pargo, desde a madrugada de terça-feira.

Os Bombeiros Voluntários da Calheta foram alertados pelas 2h50 da manhã de terça-feira e mobilizaram 11 elementos auxiliados por dois pronto-socorro pesados, dois autotanques e uma viatura de apoio.

Ao dispositivo, juntaram-se seis elementos da Polícia Florestal, tendo sido solicitados reforços aos Bombeiros Voluntários de São Vicente e Porto Moniz que posicionaram três homens e uma viatura numa frente que lavrava na zona da Carreta.

O incêndio apresentava duas frentes activas, uma das quais chegou a apresentar um quilómetro de extensão e consumiu uma área considerável.^

Fonte: Dnotícias

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 02:41



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  





Tags

mais tags