Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Sexta-feira, 13.07.12

Município de Tábua sensibiliza população para os perigos de incêndio

No âmbito da prevenção de incêndios durante a época de verão, a Câmara Municipal de Tábua, através do seu Gabinete Técnico Florestal, e no desenvolvimento das ações programadas no Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios do Concelho de Tábua, desenvolveu um cartaz com uma série de normas, a fim de sensibilizar toda a população sobre os perigos das queimadas e da realização de Fogueiras.
 
Assim, durante o período crítico de 1 de Julho a 30 de Setembro e fora deste período, mas que se verifique o índice de risco temporal de incêndio de níveis muito elevado e máximo, não é permitido, em todos os espaços rurais, realizar fogueiras para recreio, ou lazer, e para confeção de alimentos, bem como utilizar equipamentos de queima e de combustão, destinados à iluminação ou à confeção de alimentos e ainda, queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração.
 
De salientar ainda que, durante todo o ano, e em todos os espaços, não é permitido acender fogueiras nas ruas, praças e mais lugares públicos das povoações, bem como a menos de 30 metros de quaisquer construções e a menos de 300 metros de bosques, matas, lenhas, searas, palha, depósito de substâncias susceptiveis de arder e, independentemente da distância, sempre que deva prever-se o risco de incêndio.
 
Quanto ao que é permitido fazer, neste contexto, e desde que seja em espaços não inseridos em zonas criticas, pode-se confecionar alimentos, desde que nos locais expressamente previstos para o efeito, como parques de lazer e recreio, etc., quando devidamente infraestruturados e identificados como tal. A queima de sobrantes de exploração decorrente de exigências fitossanitárias de cumprimento obrigatório, é permitida com a presença de uma unidade de um corpo de bombeiros ou uma equipa de sapadores florestais. 
 
As atividades desenvolvidas por membros das organizações definidas no n.º 3 do artigo 3.º da Lei n.º 23/2006, de 23 de junho, são permitidas nos termos definidos na portaria referida no n.º 3 do artigo 23.º. As tradicionais fogueiras de Natal e dos Santos Populares, estabelecendo as condições para a sua efetivação e tendo em conta as precauções necessárias à segurança das pessoas e bens, são permitidas com licenciamento da Câmara Municipal.
 
Para qualquer informação adicional, a população pode contactar o Gabinete Técnico Florestal, no Edifício da Câmara Municipal, ou através do telefone 235 410 340.
 
Em caso de incêndio, pode contactar os Bombeiros Voluntários de Tábua (235 412 122), os Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Oliveirinha (238 604 887) ou ligar o 112.

 
fonte: Farol

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 10:48


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  





Tags

mais tags