Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Quinta-feira, 18.08.11

António Rui Nunes - “Passou a Vida a Prestar Socorro”

Os gritos de dor da mãe do bombeiro da Mealhada que morreu domingo quando ia socorrer as vítimas de um acidente interrompem o silêncio no cemitério da Pampilhosa do Botão, onde foi ontem sepultado. "Filho do coração. Oh, meu rico filho que nos vais deixar", dizia, em lágrimas, Lídia Malta, no momento em que o corpo do filho descia à terra.

Aos familiares e amigos juntaram-se bombeiros de várias corporações na última homenagem a António Rui Nunes, 38 anos, que faleceu de doença súbita quando ia a caminho de um acidente na A1. As cerimónias fúnebres decorreram no quartel dos Bombeiros Voluntários da Mealhada (BVM) onde o corpo esteve em câmara--ardente e se realizou a missa.

O corpo de António Rui Nunes foi depois transportado no carro mais antigo da corporação (de 1946) até à Pampilhosa, a sua terra natal. Após uma paragem em frente ao quartel dos bombeiros, onde prestou serviço durante anos, antes de ir residir na Mealhada, o cortejo seguiu a pé, em silêncio absoluto, até ao cemitério.

"É com profunda mágoa e tristeza que o vemos partir. Passou a vida a tentar socorrer os outros e acontece-lhe isto ", lamentou Abílio Semedo, presidente dos BVM.
 
fonte: CM

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 20:40


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  





Tags

mais tags