Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Quinta-feira, 29.03.12

Populações fogem de incêndios

Nuno André Ferreira/Lusa
Fogos: Chamas ameaçaram aldeias em Barcelos, Castro Daire e Penela

Cerca de três mil bombeiros estiveram ontem envolvidos no combate a mais de 270 incêndios que até às 21h30 deflagravam no Norte e Centro do País. As chamas ameaçaram aldeias dos concelhos de Barcelos, Castro Daire e Penela e obrigaram à retirada de dezenas de pessoas.

A situação mais complicada viveu-se no concelho de Penela. O fogo que deflagrou em São João do Deserto ameaçou oito aldeias, obrigou à evacuação de várias casas, de uma unidade de cuidados continuados, de um lar com 60 utentes e cortou o trânsito no IC3. Os momentos mais aflitivos passaram-se nas povoações de Carvalhais, Farelo, Porto da Vila e Serradas de Freixiosa. "Nunca vi um fogo tão grande", desabafava Manuel Simões, habitante em Serradas de Freixiosa. Por precaução, seis dezenas de pessoas que estão internadas na unidade de cuidados continuados desta localidade foram retiradas e encaminhadas para o centro de saúde de Penela e também para um pavilhão gimnodesportivo. "O fogo ficou longe da unidade de saúde, mas as pessoas foram retiradas por precaução, e correu tudo bem", explicou José Carlos Reis, do serviço municipal de Protecção Civil de Penela.

Em Castro Daire, a chamas aterrorizaram os habitantes de Granja de Mões e Farejinhas - uma serração e uma habitação ficaram danificadas. Um bombeiro sofreu queimaduras graves e recebeu assistência hospitalar. "Acudam, acudam, que está na minha casa, a minha casa vai arder." Os gritos desesperados dos moradores de Palme, Barcelos, ecoaram pelos caminhos e fizeram aparecer vários tractores com cisternas de água, evitando que as habitações fossem devoradas pelo fogo que lavrava há mais de 24 horas de forma descontrolada.

As aldeias de Lugar do Monte, Fragoso, Aldreu e Palme foram ameaçadas pelas chamas e os habitantes ficaram em pânico. "Andámos aqui toda a noite. Isto parece o inferno", disse ao CM, em aflição, Maria Ferreira, de 52 anos, enquanto tentava apagar as chamas que teimavam em se aproximar da sua casa.

por Luís Oliveira/Fátima Vilaça
fonte: CM

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 10:06


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2012

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031




Tags

mais tags