Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diariobombeiro



Segunda-feira, 11.04.11

Paços de Ferreira: Incêndio Consumiu Casa mas não Causou Vítimas

Uma habitação rural, em Carvalhosa, Paços de Ferreira, foi devorada pelas chamas ao início da madrugada de segunda-feira. Os vizinhos ainda arrombaram portas na tentativa de socorrer o jovem casal e as duas filhas pequenas que lá habitavam. Mas, por sorte, a casa, da qual eram caseiros, estava vazia quando tudo aconteceu. Os Bombeiros de Paços de Ferreira estiveram a combater o incêndio até às 5h00.

Passava pouco da 1h30 quando Pedro Nunes, depois de deixar a prima em casa, uns metros mais acima, se apercebeu do fumo que saía da habitação rural na Rua da Raivosa, em Carvalhosa. O jovem correu então a pedir auxílio e, enquanto os bombeiros não chegavam, deitaram abaixo as portas da habitação e gritaram para alertar a família que ali residia. “Arrombamos as portas. A nossa preocupação era saber se estavam as crianças lá dentro. Depois não pudemos fazer mais nada”, explica o jovem.

Também os vizinhos se aperceberam do fogo devido àquilo que dizem ser uma explosão que atribuem ao rebentamento de uma garrafa de gás, situação não confirmada pelos Bombeiros. “Ouvi um estrondo e vim cá fora, vi logo a cozinha a arder. Depois alastrou aos quartos”, disse Maria Fernanda, moradora na mesma rua. Felizmente, disse a vizinha, a casa estava vazia. “O marido foi trabalhar para fora e ela teve medo de ficar sozinha. Foi com as meninas para casa da mãe”, conta. Maria Fernanda diz que não é a primeira vez que a casa tinha sido visitada por ladrões.

O alerta para os Bombeiros de Paços de Ferreira foi dado à 1h55. 21 homens, apoiados por sete viaturas, combateram o incêndio que só foi dado como terminado pelas 5h00. Quando os soldados da paz chegaram à habitação esta já estava tomada pelas chamas que lavravam com intensidade, refere o comandante da corporação.

As causas do incêndio ainda não são conhecidas. A família que habitava a casa da Rua da Raivosa é apontada como tendo poucas posses. O casal com duas filhas residia ali há pouco, como caseiro das terras onde a casa estava inserida. A habitação foi totalmente consumida pelas chamas, sobrando o anexo que dava abrigo aos animais. 
 
por Fernanda Pinto
fonte: Verdadeiro Olhar

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diário de um Bombeiro às 20:29


Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2011

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930




Tags

mais tags